Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro falou na tarde desta quinta-feira (14), para o empresariado “jogar pesado” (fazer pressão) com o governador tucano de São Paulo, João Doria, para evitar o ‘lockdown’ (bloqueio total) no estado como medida de combate da covid-19.

Bolsonaro disse, durante videoconferência promovida pela Fiesp, que há “uma guerra” e que existe uma “tentativa política de quebrar a economia” para atingir seu governo:

“O que parece que está acontecendo parece uma questão política, tentando quebrar a economia para atingir o governo”.

“Um homem está decidindo o futuro de São Paulo, o futuro da economia do Brasil. Os senhores, com todo o respeito, tem que chamar o governador e jogar pesado, porque a questão é séria, é guerra. É o Brasil que está em jogo, se continuar o empobrecimento da população daqui a pouco seremos iguais na miséria”, afirmou.

“Lá na frente, eu tenho falado até com o ministro Fernando (Azevedo), da Defesa, os problemas vão começar a acontecer, de caos, saques de supermercado, desobediência civil. Não adianta querer convocar as Forças Armadas que não vamos ter gente para tanta GLO. Não existe gente para tanta GLO. E o povo vai estar na rua, em grande parte, por estar passando fome. E homem com fome não tem razão, ele perde a razão.”