A ex-presidente Dilma Rousseff (PT), confirmou nesta sexta-feira (10) a presença no Fórum Latino-Americano de Direitos Humanos (Foladh), cuja primeira edição será realizada em Santiago de 23 a 25 de janeiro.

“A presença confirmada de Dilma Rousseff e outros 60 palestrantes mostra a relevância e a urgência com as quais nossos povos devem abordar este tema para passar da reflexão à ação”, disse o diretor executivo do fórum, Jonathan Díaz.

A chegada de Dilma ao Chile, prevista para 22 de janeiro, significa acrescentar uma figura política importante à lista já confirmada.

Assim como a brasileira, o ex-presidente boliviano, Evo Morales, também confirmou presença no Fórum que fará companhia ao ex-juiz espanhol Baltasar Garzón, conhecido no país por emitir um mandado de prisão por genocídio contra o ditador Augusto Pinochet.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram