Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Brasil

Marinha recolhe óleo do Rio e envia para análise

A Marinha do Brasil recolheu amostras de óleo no litoral de mais três cidades do Rio de Janeiro neste domingo (24) e enviou para análise e investigação da origem.

De acordo com a Marinha, foram recolhidas pequenas amostras de óleo nas praias de Santa Clara e Guriri, em São Francisco de Itabapoana; e na praia do Barreto, em Macaé. No Canal das Flechas, em Quissamã, foi recolhido aproximadamente um quilo de resíduo de óleo.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Ainda não se sabe se o óleo encontrado nessas cidades é o mesmo que chegou às praias do Nordeste, do Espírito Santo e ao município de São João da Barra, também no Norte Fluminense.

Na sexta-feira (22), 300 gramas do material foram encontrados pela primeira vez no estado do Rio, na praia de Grussaí, em São João da Barra. Segundo a Marinha, após o trabalho de limpeza realizado no domingo, as praias de São João da Barra estão limpas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Uma reunião com representantes da Marinha, Exército, Ibama, ICMBio, órgãos estaduais e secretarias municipais de meio ambiente e Defesa Civil das cidades da região foi realizada na tarde de domingo na sede da Capitania dos Portos de Macaé.

A Marinha divulgou que a reunião teve o objetivo de discutir deliberações relacionadas às ações de cooperação para mitigar os efeitos da chegada do óleo ao litoral Norte Fluminense e atuar preventivamente em caso de aparecimento de novos indícios de óleo no estado do Rio.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Mais de 700 localidades atingidas

As primeiras manchas de óleo foram localizadas na Paraíba em 30 de agosto. Desde então, o óleo já foi localizado em 724 localidades, segundo levantamento do Ibama divulgado na sexta-feira (22). Entre os municípios do litoral nordestino, principal região do Brasil atingida, 72% dos municípios tiveram praias afetadas.

Durante mais de um mês, o óleo ficou concentrado em praias de 8 estados: Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Um marco na cronologia da crise ocorreu em 3 de outubro, quando o óleo chegou ao litoral da Bahia. Depois disso, no começo de novembro, no dia 8, a Marinha apontou que fragmentos chegaram ao Espírito Santo. Em quase três meses de desastre, os dados mostraram que a cada 10 locais atingidos, 3 voltaram a apresentar manchas de óleo após limpeza no Nordeste. Nas semanas recentes, o ritmo da reincidência diminuiu e aumentou o número de localidades afetadas por fragmentos classificados como “esparsos” pela força-tarefa.

Investigação federal

O governo federal não concluiu as investigações sobre a origem do óleo. As investigações já apontaram que a substância é a mesma em todos os locais afetados: petróleo cru. Uma investigação da Polícia Federal no Rio Grande do Norte chegou a apontar que o navio grego Bouboulina como o principal suspeito pelo vazamento. A Marinha disse que a embarcação é uma entre as 30 suspeitas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A empresa Delta Tankers, responsável pelo navio, afirma ter provas de que o Bouboulina não tem relação com o incidente. A Delta foi notificada pela Marinha brasileira junto com responsáveis por outras quatro embarcações de bandeira grega.

Na sexta-feira (15) a consultoria americana SkyTruth publicou um artigo dizendo que não concorda com a análise que aponta suspeitas sobre o Bouboulina.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A organização, especializada em monitorar os oceanos por meio de imagens de satélite, disse que não viu “nenhuma evidência convincente de manchas ou fontes de óleo nas imagens” e que “não concorda” com as análises publicadas “por outras pessoas que alegam ter resolvido o mistério. Em uma nota técnica, o Ibama diz que “não há condições” de encontrar manchas em alto mar com uso de satélites.

Por G1

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Rivaldo Barbosa

Destaques

Na sexta-feira (17), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), recusou o pedido de liberdade feito pela defesa e optou por...

golpe do pix golpe do pix

Brasil

A Justiça do Rio Grande do Sul bloqueou 18 perfis falsos nas redes sociais que se passavam por autoridades ou entidades idôneas para desviar...

apple apple

Ciência e Tecnologia

Após uma batalha legal que se estendeu por anos, a Apple está se aproximando do prazo final para compensar os usuários nos Estados Unidos...

Porto Alegre corredor humanitário Porto Alegre corredor humanitário

Brasil

Em uma medida para aliviar o congestionamento na capital gaúcha, o prefeito Sebastião Melo (MDB) anunciou a abertura do corredor humanitário para veículos de...

Brasil

Um assalto a um ônibus fretado que transportava 28 policiais militares na noite de quinta-feira (16) terminou com um bandido morto e dois em...

Guaíba recua e Porto Alegre abre comporta para escoar água do Centro Histórico Guaíba recua e Porto Alegre abre comporta para escoar água do Centro Histórico

Destaques

O nível do Lago Guaíba em Porto Alegre finalmente recuou abaixo da marca de 4,70 metros na manhã desta sexta-feira (17), permitindo o início...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

Um idoso de 68 anos foi vítima de um ataque brutal na manhã desta sexta-feira (17), em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte....

carros de luxo carros de luxo

Brasil

Na manhã desta terça-feira (16), Eric “Trem Bala”, influenciador digital de 32 anos, foi detido em uma operação conduzida pela Polícia Civil de Minas...

motos de luxo motos de luxo

São Paulo

Policiais civis do Departamento de Investigações Criminais (Deic) prenderam neste sábado (18) dois homens envolvidos em esquemas de roubos e receptação de motos de...

São Paulo

A Polícia Civil prendeu na noite de sexta-feira (17) em Santo André, no ABC Paulista, mais um suspeito de integrar um grupo que simulava...

Brasil

As primeiras bombas de água enviadas pela Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) chegaram ao Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (17)....

Guaíba Guaíba

Brasil

O nível do Guaíba em Porto Alegre continua em redução. Nas últimas 24 horas, a água recuou 17 centímetros, passando de 4,69 metros para...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit