Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Brasil

“Carta Democrática Interamericana”: Ministros da Defesa das Américas assinam carta por paz e democracia

Na tarde desta quinta-feira (28), ministros da Defesa de 21 países da América assinaram uma carta que classifica como ilegítima a invasão russa na Ucrânia e prevê respeito à democracia.

A carta é resultado da 15ª Conferência de Ministros da Defesa das Américas, realizada em Brasília.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O trecho sobre a invasão da Ucrânia pela Rússia foi o que gerou maior disputa na elaboração do documento final. Ao todo, 11 dos 21 países reunidos na conferência fizeram ressalvas sobre um trecho – parte queria uma citação mais branda, e outra parte, uma condenação mais enfática do conflito.

O documento diz que os países signatários se comprometem a respeitar plenamente a Carta da Organização dos Estados Americanos (OEA), assim como a Carta Democrática Interamericana e “seus valores , princípios e mecanismos”.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A Carta Democrática Interamericana diz em seu artigo de abertura: “Os povos da América têm direito à democracia e seus governos têm a obrigação de promovê-la e defendê-la”.

A carta determina que a democracia deve ser a forma de governo de todos os países das Américas, que devem assumir o compromisso de fortalecer o sistema na região.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Na abertura da conferência, o ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira, já havia manifestado respeito às cartas com princípios democráticos.

Já em relação à guerra na Ucrânia, o documento diz que os “conflitos presentes em todo o mundo, como a invasão da Ucrânia, e os atos de violência exercidos por grupos armados que aterrorizam a população no Haiti, não são meios legítimos para resolver as disputas”.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O documento diz ainda que os estados membros da conferência esperam uma solução pacífica “tão pronto seja possível”.

Embora tenham assinado o documento, representantes do Brasil, do México e da Argentina apresentaram uma nota com ressalvas em relação ao conflito europeu. Os três países apontaram a ONU como foro adequado para tratar da questão.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“A Argentina e o Brasil, coerentes com os princípios que regem suas relações internacionais, reconhecem o papel da Organização das Nações Unidas na busca pela paz e segurança internacionais e consideram aquela organização o foro com mandato adequado para tratar do conflito na Ucrânia”, diz uma nota de rodapé incluída no documento final.

Em nota separada, o México afirmou que o dispositivo que condena a guerra na Europa não corresponde ao âmbito da Conferência dos Ministros da Defesa, “reconhecendo a ONU como foro adequado para tratar este assunto”.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A versão final ficou mais branda do que esperavam países como Estados Unidos e Canadá.

A ministra de Defesa Nacional do Canadá, Anita Anand, ministra da Defesa Nacional, disse durante a abertura da conferência na terça-feira (26) que as autoridades reunidas na conferência tinham o dever de mostrar que apoiam a democracia e condenam a “guerra ilegal” promovida pela invasão russa à Ucrânia.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Política

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira o Projeto de Lei 1099/24, que institui o Cadastro Nacional de Pessoas Condenadas por Violência contra a...

câmara câmara

Política

Em uma sessão marcada por debates acalorados, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (12) o Projeto de Resolução 32/24, que cria novas regras...

Em derrota para Lula, Congresso mantém veto de Bolsonaro a lei que criminaliza “fake news” Em derrota para Lula, Congresso mantém veto de Bolsonaro a lei que criminaliza “fake news”

Política

Em uma sessão rápida e simbólica, sem a contabilização formal dos votos, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira o requerimento de...

RESUMO DO DIA

Dolar: 5,40 Euro: 5,84 ✅CCJ Da Câmara Aprova PEC Que Criminaliza Posse E Porte De Qualquer Quantidade De Droga CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO...

Mauro Cid Mauro Cid

Política

O ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, tenente-coronel Mauro Cid, e seu pai, o general Lourena Cid, foram intimados a depor novamente na Polícia Federal...

Alexandre de Moraes Alexandre de Moraes

Justiça

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, ironizou um momento apontado como “socialista” da Corte durante o julgamento que discute uma...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

cachorro

São Paulo

Na tarde desta quarta-feira (12), após debates intensos em plenário, os deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovaram o projeto de lei...

Últimas Notícias

O governo dos Estados Unidos divulgou informações que contradizem a versão apresentada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a...

stf stf

Brasil

Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu que a União seja responsável pelo custeio de um medicamento avaliado em R$ 17 milhões para...

dólares doação dólares doação

São Paulo

Um morador de Santos, no litoral de São Paulo, fez uma doação inesperada ao enviar US$ 10 mil em espécie dentro de uma mala...

polícia civil polícia civil

Sem categoria

Uma oficina mecânica em Carapicuíba foi flagrada em um esquema de fraude que envolvia a substituição de peças originais de carros esportivos e de...

tornozeleiras eletrônicas tornozeleiras eletrônicas

São Paulo

Nesta quarta-feira (12), o governo de São Paulo lançou um edital para aquisição de mil tornozeleiras eletrônicas, marcando a expansão do programa de monitoramento...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit