Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Sabesp
Foto: Reprodução/Facebook

Brasil

Privatização da Sabesp: o que muda para você

Na noite desta quarta-feira (6), os deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovaram a privatização da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) por 62 votos favoráveis e apenas um contrário. Após a confusão envolvendo os manifestantes da galeria e os policiais militares, os partidos de oposição deixaram a assembleia.

Considerada a “joia da coroa” no pacote de privatizações do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), o Projeto de Lei 1.501/2023 que trata da privatização da Sabesp era tratado como prioridade. O Governo do Estado tinha a expectativa de aprovar o PL com cerca de 60 votos favoráveis dos 48 necessários, e o número foi ainda maior.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Entenda o projeto de desestatização da Sabesp

O que significa a universalização do saneamento?

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Segundo o Novo Marco do Saneamento, a universalização significa 99% da população abastecida com água tratada e 90% com coleta e tratamento de esgoto. O Novo Marco pede, também, que sejam incluídas as populações das áreas rurais e irregulares consolidadas, como favelas, que hoje estão fora dos serviços. Há muita gente que não está contemplada nos indicadores oficiais do saneamento básico. Nos municípios atendidos pela Sabesp, por exemplo, estamos falando de um milhão de pessoas.

A Sabesp já universalizou o saneamento básico?

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Do total dos domicílios atendidos pela Sabesp, 98% possuem água tratada, e 83% têm seu esgoto coletado e tratado. Mas esses números ainda não consideram as áreas rurais e as irregulares consolidadas, como, por exemplo, favelas e comunidades mais carentes, onde hoje vivem cerca de um milhão de pessoas. O desafio é incluí-las no saneamento básico em menos de dez anos, como estabelece inclusive o Novo Marco Legal do Saneamento Básico. Em São Paulo, faremos isso em até seis anos graças à desestatização da Sabesp. E isso é importante porque, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, cada real investido em saneamento básico gera R$ 5,5 em benefícios à sociedade, como economia nos gastos com saúde e melhor produtividade do trabalho.

Por que desestatizar a Sabesp?

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O Novo Marco Legal do Saneamento estabeleceu metas ambiciosas de universalização do saneamento básico: levar 99% de água tratada e coletar e tratar o esgoto de 90% da população até 2033. E tanto as populações rurais quanto as que vivem em áreas urbanas e mais pobres deveriam ser incluídas no serviço. Em São Paulo, isso significa incluir mais de um milhão de pessoas que moram em áreas rurais ou mais pobres e ainda não têm acesso aos serviços de saneamento básico. Para atingir essa meta, a Sabesp precisa investir o dobro do que investe normalmente. Com a desestatização, a Sabesp consegue ampliar e antecipar os investimentos para universalizar o saneamento, e ainda reduzir a conta de água. Ou seja, a privatização da Sabesp vai levar saneamento para todos, mais rápido, melhor e mais barato.

Como será possível universalizar e antecipar as metas de saneamento?

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A Sabesp já havia previsto investimentos de R$ 56 bilhões para universalizar o saneamento até 2033 no território coberto atualmente. No entanto, para incluir as áreas rurais e as de baixa renda, além de avançar na despoluição dos rios e na resiliência da rede, esses valores devem subir para R$ 66 bilhões. Este valor inclui a antecipação da universalização até 2029. Estamos falando de R$ 10 bilhões a mais do que a Sabesp investiria, e quatro anos a menos do previsto. Isso significa que, com a desestatização, os investimentos vão aumentar, o saneamento vai chegar antes para quem precisa e a conta d’água ainda vai reduzir.

Como o governo vai reduzir a tarifa?

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O governo vai criar o Fundo de Apoio à Universalização do Saneamento no Estado de São Paulo (FAUSP) e destinar 30% do valor de venda das ações, além do lucro do Estado na empresa (dividendos), para reduzir a conta d’água, com foco na população de baixa renda. Estamos falando de algo inovador no mercado de saneamento: um fundo com recursos do próprio Estado, seja por meio da venda de parte das ações do Governo na Sabesp, seja por meio do seu lucro na empresa, para reduzir a conta d’água, sobretudo para os que mais precisam. O recurso do Estado vai ser usado para investir nas pessoas, como deve ser.

Quem vai comprar a Sabesp?

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Qualquer pessoa que tenha uma conta em uma corretora pode comprar ações da empresa. Ou seja, as ações da Sabesp que hoje são do Governo de SP não serão vendidas todas para um único investidor ou grupo de investidores, mas serão negociadas com todos os interessados. Isso acontecerá por meio de uma oferta pública, chamada de follow on.

Qualquer cidadão poderá comprar ações da empresa, inclusive funcionários e clientes da Sabesp. Para isso, basta acessar o sistema da corretora e fazer a reserva de ações. Há várias que abrem conta gratuitamente, de maneira online. Além disso, haverá um esforço para que parte das ações vendidas seja adquirida por investidores que queiram permanecer na empresa no longo prazo e possam contribuir com conhecimento e experiência para o crescimento da Sabesp.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A Sabesp vai mudar de nome?

Não, a Sabesp continua em São Paulo, não muda de nome e não deixa de atuar no setor de saneamento básico. O projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa do Estado dá poder de decisão ao Governo de SP para que nenhuma dessas situações aconteça.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O que são as URAEs? Elas foram criadas para privatizar a Sabesp?

As URAEs são blocos regionais de municípios que utilizam as mesmas

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Mundo

Mais de uma centena de residentes de Gaza morreram e outros 700 ficaram feridos em um caótico incidente durante a distribuição de alimentos e...

uspeitos de matar PM e filha em S uspeitos de matar PM e filha em S

São Paulo

A Polícia Civil de São Paulo identificou os três suspeitos de envolvimento nas mortes do policial militar Anderson de Oliveira Valentim, de 46 anos,...

Capa

A Avenida Paulista, em São Paulo, foi tomada por milhares de apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) neste domingo (25) em um ato em defesa...

Brasil

A Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) do Rio Grande do Norte está oferecendo uma recompensa de R$ 15 mil por...

Últimas Notícias

Novos dados divulgados  pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 23, apontam um crescimento significativo no número de pessoas vivendo em...

Brasil

Apesar do progresso nas últimas décadas, o Brasil ainda enfrenta um desafio significativo no quesito saneamento básico: mais de 1,2 milhão de pessoas (0,6%...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Casal Braiscompany

Últimas Notícias

A Polícia Federal (PF) confirmou a prisão de Antônio Inácio da Silva Neto, conhecido como Antônio Ais, e sua esposa, Fabrícia Farias, na Argentina...

Brasil

A caçada aos dois criminosos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró (RN) no dia 14 de fevereiro ganhou novos capítulos nesta quinta-feira (29)....

Brasil

Nesta quinta-feira (29), dois homens foram presos na Baixada Fluminense sob a suspeita de terem assassinado o ator Edson Caldas Barboza, desaparecido desde o...

Brasil

As cheias recordes do Rio Acre atingiram 80% da cidade de Brasiléia, a cerca de 230 km da capital Rio Branco, e podem ter...

Brasil

O miliciano conhecido como “Pet” foi preso na tarde desta quinta-feira (29) no Rio de Janeiro (RJ). Peterson Luiz de Almeida era comparsa do...

Tarcísio Tarcísio

Últimas Notícias

O consórcio C2 Mobilidade Sobre Trilhos, liderado pela Comporte, holding brasileira ligada à família Constantino, fundadora da Gol, venceu o leilão para a construção...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO