Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Brasil

Na prática, cristãos estão protegidos contra intolerância religiosa no Brasil?

Uma das expressões mais frequentemente utilizadas pelos intolerantes é ironicamente a palavra ‘intolerância’. Eles distorcem completamente a realidade ao acusar seus oponentes daquilo que eles próprios representam: intolerância.

Em 2012, Olavo de Carvalho observou perspicazmente que, após a associação do termo “fundamentalista” com o terrorismo islâmico, os meios de comunicação passaram a empregá-lo contra católicos e evangélicos, como se os cristãos fossem os autores e não as vítimas inermes da violência terrorista em todo o mundo.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Desde aquela época, já havia no ar uma narrativa cuidadosamente elaborada com o propósito de estigmatizar o cristianismo. Simultaneamente, ocorria uma espécie de superproteção em relação a outras religiões no Brasil, especialmente aquelas de matriz africana. E se você está se perguntando se esse movimento faz parte de uma estratégia revolucionária, a resposta é sim.

A esquerda muitas vezes critica o que chama de “colonialismo” e o “imperialismo cultural”, buscando desafiar a influência histórica do cristianismo ocidental em algumas regiões. Priorizar outras religiões é considerada uma forma de resistência a essas influências percebidas como dominantes.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Igreja Adventista foi vítima de vandalismo em Novo Progreso, no sudoeste paraense, em 2021.

O confronto direto e enfraquecimento do cristianismo são considerados elementos fundamentais para a implementação das agendas endossadas desde a esquerda marxista raiz até os “revolucionários de glitter” que consomem lixo cultural de artistas como Anitta e Pablo Vittar. Essa dinâmica revela uma abordagem estratégica que transcende as diferentes facções da esquerda, unindo-as em um objetivo comum de confrontar e desafiar a influência cultural e social do cristianismo.

Entretanto, alguns desses indivíduos que clamam por tolerância omitem que, a depender deles, esses nobres princípios aplicam-se apenas àqueles que compartilham de suas opiniões. Para os discordantes, se tivessem a oportunidade, não hesitariam em aplicar prontamente a pena da guilhotina.
Lei contra Intolerância religiosa protege cristãos?

Igreja Católica foi vandalizada e pichada com mensagens satanistas em Fortaleza no final do ano passado.

No último dia 18, o portal G1, do grupo Globo, noticiou que Lula sancionou uma lei que torna mais severas as penas para crimes de intolerância religiosa. A matéria, ilustrada com uma foto de adeptos de religiões de matriz africana, traz dados do governo que afirmam que religiões de matriz africana são o alvo mais frequente de quem não respeita a liberdade de crença. Segundo dados do Ministério dos Direitos Humanos, em 2022 foram 1.200 ataques – um aumento de 45% em relação a 2020. A reportagem, porém, não menciona que tipos de ataques são esses e não cita dados relacionados à intolerância contra cristãos ou judeus no país.

Embora não apresente dados específicos relacionados ao cristianismo, o artigo menciona uma declaração da instituição de bispos de esquerda CNBB, alegando que, nos últimos anos, a religião tem sido frequentemente utilizada para respaldar discursos de ódio. No entanto, a declaração não esclarece o que seria considerado “discurso de ódio” pela CNBB.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Na teoria, sem dúvida alguma, a lei sancionada por Lula abrange todas as religiões, uma vez que não faz menção a proteção de um grupo religioso específico. No entanto, na prática, quando se trata de intolerância religiosa ou violência direcionada a grupos, tanto a mídia quanto o regime esquerdista excluem cristãos e judeus da lista de vítimas e, em muitas ocasiões, os retratam como agressores e indignos de proteção.

Existe um abismo entre a teoria e prática. Entre a lei e sua aplicação concreta. Entre a realidade e a narrativa.

Igrejas em Campina Grande também já foram alvo de ataques. Foto: Reprodução

Igrejas em Campina Grande também já foram alvo de ataques. Foto: Reprodução

Historicamente, militantes de esquerda foram responsáveis por perseguições violentas ao Cristianismo, desde os atos de terror durante a Revolução Francesa. Na Guerra Civil espanhola, integrantes de movimentos socialistas vandalizaram igrejas e patrimônio religioso, resultando no assassinato de milhares de pessoas. A União Soviética também conduziu campanhas antirreligiosas, demoliu igrejas e executou mais de mil sacerdotes em seus primeiros cinco anos de existência. Ainda assim não precisamos voltar muito no tempo. Atualmente, países como a Nicarágua, parceira do regime brasileiro, estão prendendo e condenando padres católicos e fechando igrejas cristãs.

Apesar disso, defender a liberdade religiosa dos cristãos está longe de ser prioridade para o regime em vigor.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

No ano passado, pouco depois de Luiz Inácio Lula da Silva ser alçado ao poder, um de seus companheiros, o ex-guerrilheiro José Genoíno, abriu o jogo sobre suas estratégias em entrevista ao canal esquerdista Diário do Centro do Mundo (DCM). O petista respondia um questionamento de Sara Vivacqua, que chamou as igrejas de “máquinas de lavagem cerebral” e de “quinto poder”, questionando se não seria o caso de “regular”, leia-se censurar, as igrejas.

Genoíno respondeu: “Com relação a essas igrejas nós precisamos atuar de baixo para cima e não repetir o erro que cometemos quando governamos, de atuar com as cúpulas”.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Além disso, ele ressaltou que para que o governo Lula não fosse ser acusado de perseguição, seria necessário agir com “habilidade”.

“Nós vamos ter que atuar com muita habilidade para que eles não digam que nós estamos perseguindo as igrejas. (…) Eles querem fazer o maniqueísmo da guerra santa. Nós vamos ter que fazer uma batalha no plano das ideias para só depois chegar aos finalmentes“, completou.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O mesmo Genoíno voltou a criar polêmica nos últimos dias quando pregou boicote a empresas de judeus. O ex-deputado do PT disse em uma transmissão ao vivo no último sábado, 20, achar interessante “a ideia de boicote” a “determinadas empresas de judeus” e a “empresas vinculadas ao estado de Israel”.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Acho interessante essa ideia da rejeição, essa ideia do boicote por motivos políticos que ferem interesses econômicos, é uma forma interessante. Inclusive tem esse boicote em relação a determinadas empresas de judeus”, disse, e em seguida acrescentou: “Há, por exemplo, boicote a empresas vinculadas ao Estado de Israel. Inclusive, acho que o Brasil deveria cortar as relações comerciais, na área da segurança e na área militar com o Estado de Israel.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A ideia de boicote a judeus não é nova. Em 1º de abril de 1933, Adolf Hitler declarou um boicote nacional aos negócios dos judeus, que foi a primeira ação coordenada do regime nazista contra os judeus na Alemanha. Os boicotes, os guetos, os campos de concentração e o Holocausto foram componentes de uma escalada macabra que terminou com o extermínio brutal de mais de 6 milhões de judeus.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

Destaques

Carlos Teixeira

São Paulo

As últimas palavras de Carlos Teixeira, o jovem de 13 anos que faleceu após ser agredido por colegas na Escola Estadual Júlio Pardo Couto...

Últimas Notícias

Nesta quinta-feira (18), o ministro Gilmar Mendes manifestou forte desaprovação em relação à possibilidade de abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) pela...

Israel Israel

Últimas Notícias

O Exército de Israel informou neste sábado que abateu dez terroristas durante uma operação que começou na quinta-feira à noite no campo de refugiados...

RESUMO DO DIA

✅PGR Apela Contra Decisão Do STF Que Permitiu Remoção Da Tornozeleira Eletrônica De Rogério Andrade PGR Apela Contra Decisão do STF que Permitiu Remoção...

Inteligência artificial empregos mundo FMI Inteligência artificial empregos mundo FMI

Destaques

A Inteligência Artificial (IA) continua a avançar em um ritmo exponencial, ultrapassando os seres humanos em várias competências cognitivas e estabelecendo novos recordes no...

Hezbollah Hezbollah

Últimas Notícias

O Exército de Israel realizou na sexta-feira um novo bombardeio contra um “edifício militar” do partido-milícia xiita Hezbollah no sul do Líbano, como parte...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Últimas Notícias

O advogado de defesa de Marcelo Carrião, ex-apresentador de telejornal detido por tráfico de drogas em Santos, recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ)...

Brasil

De acordo com a Secretaria da Segurança Urbana de Itaquaquecetuba, os encontros conhecidos como bailes funk de rua, também chamados de pancadões, foram menos...

Brasil

Na próxima semana, professores e técnicos administrativos que trabalham em instituições federais de ensino precisam decidir se voltam ao trabalho ou não. O motivo...

Brasil

O corpo de Paulo Roberto Braga, 68 anos, será sepultado neste sábado (20) no Cemitério de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Ele...

Brasil

A lista dos mais procurados da Interpol inclui 91 cidadãos brasileiros em mais de 6 mil alertas ativos. O “aviso vermelho” é emitido como...

Brasil

A 2ª Auditoria da 11ª Circunscrição Judiciária Militar (11ª CJM) absolveu José Arnaldo do Nascimento, coronel da reserva da Força Aérea Brasileira (FAB), acusado...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit