Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Reprodução/Record TV

Brasil

Faraó dos Bitcoins Compartilha Conhecimentos Financeiros em Penitenciária Federal

Na Penitenciária Federal de Catanduvas (PR), em 2021, Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como Faraó dos Bitcoins, compartilhou espaço com líderes do Comando Vermelho (CV) como Márcio dos Santos Nepomuceno, também conhecido como Marcinho VP; Cláudio de Souza Fontarigo, o Claudinho da Mineira; e Carlos Eduardo da Rocha Freire Barbosa, conhecido como Cadu Playboy.

Apesar das limitações de comunicação entre os detentos, as lideranças do CV demonstraram interesse nos conhecimentos de Glaidson Acácio dos Santos sobre operações envolvendo criptomoedas. Segundo a advogada Flávia Fróes, responsável pela defesa dos envolvidos, Glaidson compartilhou conhecimentos relacionados à “educação financeira” e recomendou leituras sobre o assunto.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Flávia Fróes destacou a importância desse compartilhamento de conhecimentos, ressaltando que os livros sobre criptoativos passam por um processo de avaliação prévia. Ela mencionou que a presença desses livros na penitenciária indica que não foram considerados subversivos ou prejudiciais à ordem pública.

Glaidson Acácio dos Santos e sua companheira, Mirelis Yoseline Diaz Zerpa, são acusados pela Polícia Federal (PF) de liderar um dos maiores esquemas de pirâmide financeira já registrados no Brasil, que teria enganado 89 mil pessoas e movimentado R$ 38 bilhões entre 2015 e 2021.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A advogada Flávia Fróes emitiu uma nota destacando que os detentos mencionados, incluindo Glaidson, foram alocados na mesma área por critérios determinados pela direção da penitenciária, sem possibilidade de escolha por parte dos custodiados. Ela enfatizou que a leitura de livros é a única atividade permitida aos presos do sistema federal, mencionando que a entrega de livros nas penitenciárias federais é rigorosamente controlada pela Senappen (Secretaria Nacional de Políticas Penais), seguindo critérios de segurança estabelecidos pela direção da prisão.

A advogada também ressaltou que o estudo de criptoativos não é ilegal e não representa risco para a sociedade, visto que é uma matéria regulamentada pela legislação brasileira, e que a entrega de livros sobre o assunto nas prisões segue critérios rigorosos de segurança.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

rodrigo faro

Televisão

Em uma ação coordenada pela Polícia Metropolitana de Nápoles, sob a supervisão do Ministério Público de Nápoles Norte, a operação “Carioca” desvendou uma intricada...

São Paulo

Uma família de Santos (SP) vive momentos de apreensão após suspeitar de contaminação por leptospirose ao consumir um refrigerante de 2 litros contaminado com...

Brasil

Mais de 20 dias após as devastadoras enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul, o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, retornou à...

Negócios

A Gol deu o pontapé inicial para sua recuperação judicial nesta segunda-feira (27), revelando um Plano Financeiro de 5 Anos ambicioso. O objetivo? Retornar...

Entretenimento

A ex-jornalista da Globo, Flávia Jannuzzi, compartilhou detalhes sobre sua saída da emissora em 2023. Segundo ela, a discordância em relação à linha editorial...

Qatar Airways Qatar Airways

Mundo

Dez pessoas ficaram feridas quando um avião da Qatar Airways, que voava de Doha para Dublin no domingo, enfrentou turbulência, informaram as autoridades aeroportuárias....

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Renegociação dívidas Fies

Brasil

O prazo limite para requerer condições especiais de renegociação do Desenrola Fies encerra-se na próxima sexta-feira, dia 31. O programa, sob a tutela do...

Polícia Federal incinera 5,8 toneladas de drogas em Ponta Porã Polícia Federal incinera 5,8 toneladas de drogas em Ponta Porã

Brasil

Na manhã desta segunda-feira (27), a Polícia Federal (PF) realizou a incineração de mais de 5.800 kg de entorpecentes, incluindo cocaína e maconha. O...

São Paulo

Dois homens com aspirações políticas em Guarujá, no litoral de São Paulo, foram brutalmente assassinados em um intervalo de apenas cinco meses. Thiago Rodrigues,...

Adolescente de 16 anos está entre criadores de vaquinhas falsas de ajuda ao Rio Grande do Sul; golpe movimentou mais de R$ 2 milhões por dia Adolescente de 16 anos está entre criadores de vaquinhas falsas de ajuda ao Rio Grande do Sul; golpe movimentou mais de R$ 2 milhões por dia

Brasil

Um adolescente de 16 anos emancipado é suspeito de integrar um grupo criminoso envolvido no desvio de doações destinadas a vítimas de enchentes no...

Motoristas de Aplicativo Motoristas de Aplicativo

Brasil

Em uma escalada de criminalidade nas ruas da Zona Norte do Rio de Janeiro, criminosos estão aplicando um novo método de extorsão: cobram taxas...

Brasil

Na próxima quarta-feira (29), 21.681 famílias do Rio Grande do Sul atingidas pelas intensas chuvas serão beneficiadas com pagamentos do programa Bolsa Família. A...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit