Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

inteligência artificial generativa

Ciência e Tecnologia

Prepare-se para a disrupção: Como a inteligência artificial generativa está transformando profissões e setores

A inteligência artificial generativa (GenAI) impactará uma ampla gama de empregos, desde analistas financeiros e contadores até desenvolvedores de software e especialistas em marketing, além de redefinir tarefas e possivelmente diminuir a necessidade de trabalho humano em certas áreas. Em detalhes, um relatório publicado pelo Instituto Burning Glass, um centro de pesquisa sem fins lucrativos, e pela SHRM, anteriormente conhecida como Sociedade para Gestão de Recursos Humanos, estimou que a tecnologia eliminará uma grande quantidade de empregos, mesmo em áreas que geralmente não são as mais vulneráveis à automação.

As indústrias financeira, legal e de marketing são particularmente suscetíveis a serem remodeladas pela GenAI, sugerindo uma necessidade crítica de planejamento estratégico por parte das empresas para se adaptarem e prosperarem diante dessas mudanças tecnológicas e econômicas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Essa mudança tecnológica não apenas apresenta desafios, mas também oportunidades. A produtividade crescente poderia levar a uma diminuição temporária na demanda por trabalho, mas também é esperado que impulsione os lucros corporativos e a concentração de riqueza, e eventualmente gere uma demanda crescente por bens e serviços, o que poderia estimular a criação de novos empregos.

Além disso, empregos considerados manuais, como aqueles na indústria de bens de luxo, podem ver um aumento na demanda e, consequentemente, na participação de renda devido a uma maior capacidade de compra.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Como a GenAI mudará o trabalho O investimento em tecnologia relacionada à IA está previsto para atingir quase US$ 200 bilhões até 2025, destacando a escala e o impacto econômico do fenômeno, que irá além das dinâmicas de emprego e produtividade. Empresas líderes em setores como finanças, seguros, serviços profissionais e sistemas de Informação, incluindo empresas reconhecidas como Morgan Stanley, McKinsey & Company e Google, enfrentarão transformações significativas em sua força de trabalho e deverão estar na vanguarda da adoção e integração dessas novas tecnologias.

As organizações devem avaliar a composição de suas equipes para determinar seu grau de exposição à GenAI e seu possível impacto na automação e transformação de papéis de trabalho. É fundamental preparar os funcionários para essas mudanças por meio de investimentos em aprendizado e desenvolvimento que promovam novas habilidades relevantes.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Os líderes de recursos humanos devem considerar as oscilações na demanda por talento, especialmente em ocupações de serviço e manuais, como enfermagem, que provavelmente não serão afetadas pela GenAI, em comparação com a crescente necessidade de talento técnico familiarizado com essas tecnologias. Revolução do mercado de trabalho As transformações tecnológicas, especialmente relacionadas à automação, estão remodelando o mercado de trabalho. Desde o início dos anos 90, a automação na manufatura substituiu trabalhadores por robôs, enquanto o boom do comércio eletrônico reduziu o número de funcionários em lojas físicas. É essencial desenvolver um plano de ação que inclua programas de treinamento e reciclagem profissional para mitigar as interrupções na força de trabalho e aproveitar os benefícios de produtividade que a GenAI promete, preparando-se para um futuro em que a demanda por certos papéis sofrerá mudanças significativas. Atualmente, uma nova onda impulsionada pela GenAI está acelerando a automação de funções administrativas e de suporte em escritórios, uma tendência que está em curso há duas décadas. No entanto, o que distingue essa onda é que a GenAI visa automatizar tarefas mais sofisticadas, antes realizadas por profissionais.

A revolução da IA e das tecnologias generativas, especialmente os grandes modelos linguísticos, está transformando o panorama do trabalho. Essas ferramentas demonstram uma capacidade excepcional para gerar textos coerentes e gramaticalmente corretos, colocando em risco os empregos que exigem tarefas e habilidades que correspondem a essas capacidades.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Não há dúvida de que os trabalhadores mais afetados são aqueles com diplomas universitários, e esses são os que sempre pensaram que estavam seguros”, afirmou Matt Sigelman, presidente do Burning Glass Institute, ao The New York Times.

Quais tarefas GenAI pode realizar hoje? Agilizar as interações com o software empresarial. (Por exemplo, GenAI permite que os trabalhadores consultem sistemas de recursos empresariais em inglês simples). Gerar texto, responder perguntas e agir como agentes conversacionais (ou seja, chatbots). Gerar código e ajudar a depurar e entender o software. Gerar imagens, música, voz e vídeos. Aperfeiçoar e melhorar o estilo, coerência e qualidade dos conteúdos existentes. Resumir e classificar textos. Recuperar e apresentar rapidamente informações com rapidez Quais são as limitações atuais da GenAI? Não é especialmente criativo ou original; pode produzir conteúdo derivado. Carece de pensamento crítico. Comete imprecisões factuais (alucinações) Tem dificuldades com funções matemáticas. Reproduz os preconceitos dos dados de seu treinamento. Setores e funções profissionais expostas às perturbações da GenAI A seguir, exemplos das ocupações mais vulneráveis e de como GenAI pode transformá-las, segundo o Instituto Burning Glass e SHRM:

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Finanças: Analistas financeiros, atuários e contadores, que dedicam grande parte de seu trabalho a analisar tendências de mercado e criar modelos preditivos, se beneficiam significativamente da GenAI, que otimiza esses processos. Além disso, a IA facilita controles de conformidade mais rápidos e precisos, tarefas que atualmente exigem equipes de auditores, oficiais de conformidade e advogados. Os consultores financeiros pessoais podem usar a IA para avaliar riscos e desenvolver estratégias de investimento personalizadas para seus clientes com mais rapidez e detalhes.

Ciências Sociais: Na era digital e do big data, as ciências sociais, incluindo sociologia, psicologia e ciência política, estão incorporando a inteligência artificial para processar eficientemente grandes conjuntos de dados. A IA permite que os pesquisadores analisem extensas bases de dados de plataformas sociais, identificando padrões nos sentimentos e comportamentos dos usuários, bem como discernindo tendências emergentes. Além disso, em áreas como economia e ciência política, a modelagem preditiva potencializada pela IA facilita previsões mais precisas de padrões de votação, mudanças econômicas e fenômenos similares.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Redação e Edição: As funções relacionadas à criação e edição de conteúdos sofrerão uma transformação à medida que a GenAI permita a execução quase instantânea de processos que antes eram manuais. Os LLM podem gerar rapidamente grandes volumes de texto coeso, incluindo relatórios, resumos de notícias e artigos como este. Por sua vez, outras ferramentas de GenAI podem criar imagens atraentes se fornecidas com dados devidamente estruturados, gráficos e até vídeos completos.

STEM: No campo das ciências, tecnologia, engenharia e matemática (STEM), os programadores de computador já estão utilizando a GenAI para auxiliar ou até mesmo gerenciar tarefas rotineiras como geração de código, depuração, monitoramento de sistemas e otimização de redes. Cientistas e engenheiros de diversas especializações também podem em breve aproveitar a GenAI para apoiar análises de dados, simulações e modelos matemáticos, potencializando a eficiência e precisão em seus campos de trabalho.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Vendas: Profissionais geralmente dedicam muito tempo a tarefas administrativas repetitivas, como registrar interações com clientes, rastrear possíveis leads e analisar o comportamento do consumidor. A GenAI tem a capacidade de otimizar essas funções, permitindo que os vendedores se concentrem mais nas interações com os clientes. Além disso, pode analisar grandes quantidades de dados não estruturados nos sistemas de gestão de relacionamento com o cliente (CRM), facilitando a previsão das necessidades dos clientes e a recomendação de abordagens de venda personalizadas.

Suporte Administrativo e de Escritório: Em funções administrativas que envolvem entrada de dados, programação de agendas e outras tarefas repetitivas, a IA oferece um potencial significativo para automação ou melhoria. Por exemplo, a gestão de agendamentos pode ser totalmente automatizada, otimizando calendários com base em regras pré-configuradas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Recursos Humanos: Os papéis em recursos humanos poderiam ser completamente transformados com a automação de tarefas rotineiras através da GenAI, direcionando uma equipe menor de profissionais para funções mais estratégicas.

As habilidades que você pensava serem seguras já não são mais O conceito de “ativos encalhados” refere-se a aqueles ativos que perdem seu valor antes do esperado, geralmente devido a mudanças nas estruturas econômicas. Este termo é discutido no blog semanal da banca de investimento UBS por Paul Donovan.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

No âmbito educacional, Donovan sugere que as disciplinas STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática) poderiam se tornar ativos encalhados. Essas habilidades costumam ficar obsoletas mais rapidamente do que outras habilidades, e é mais fácil para a tecnologia substituir habilidades absolutas em STEM do que em outras áreas mais abstratas. O autor menciona que grande parte da codificação informática já parece ser um ativo encalhado, e que outras habilidades nesse campo poderiam seguir o mesmo caminho.

Como a GenAI está mudando as regras econômicas globais O avanço da GenAI está marcando uma mudança profunda no panorama econômico global, impulsionando a produtividade no trabalho, mas acarretando alterações significativas no emprego e na distribuição de riqueza.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Em abril de 2023, analistas do J.P. Morgan estimaram que, nos primeiros quatro meses daquele ano, o interesse em modelos de inteligência artificial havia impulsionado um aumento de US$ 1,4 trilhão na capitalização de mercado e um aumento de 45% nos lucros corporativos. Isso significa que a atenção e os investimentos em tecnologias de IA geraram um crescimento significativo no valor total das empresas no mercado de ações e em seus benefícios econômicos.

A Goldman Sachs estimou que a adoção em massa da GenAI poderia levar a reduções de pessoal em muitas indústrias, devido à incapacidade da oferta de trabalho de igualar o rápido aumento da produtividade. Essa transição, embora desafiadora, não se espera que seja permanente.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Prevê-se um ciclo de ajuste no qual, eventualmente, a demanda por novos bens e serviços gerará um aumento no emprego. Este cenário sugere uma evolução marcante em direção à economia do conhecimento, onde o investimento em programas de treinamento e reciclagem profissional emerge como estratégias-chave para as organizações.

A progressão para a automação e a adoção de ferramentas de IA apresenta uma mudança significativa na composição do trabalho e na distribuição de renda. Os trabalhos de “colarinho branco” estão entre os mais expostos à interrupção pela GenAI, exigindo uma reavaliação das estratégias de força de trabalho pelos líderes empresariais.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Por sua vez, a eficiência impulsionada pela GenAI poderia gerar economias substanciais em folhas de pagamento, especialmente em funções profissionais de alto salário. Essa movimentação em direção à automação levanta questões críticas sobre segurança no emprego e igualdade econômica em uma era dominada pela inteligência artificial.

Enquanto os trabalhadores de “colarinho azul” podem ser menos afetados devido à natureza física de suas tarefas e ao aumento na demanda por bens e serviços de luxo, a crescente concentração de riqueza entre investidores e funcionários seniores em empresas tecnológicas sugere um aumento na estratificação econômica.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Essa redistribuição de riqueza poderia, paradoxalmente, potencializar um gasto de consumo em categorias de luxo, apesar das preocupações mais amplas sobre a segurança do emprego e a igualdade de renda.

Como a IA generativa muda setores Empresas líderes nesses setores, incluindo gigantes como Morgan Stanley, Banco de América, McKinsey & Company, KPMG, Deloitte, Bloomberg, Salesforce e Google, estão entre as mais suscetíveis à disrupção causada por essa tecnologia avançada. Isso obrigará os líderes empresariais e os chefes de recursos humanos a repensarem as estratégias de gestão de talentos, como “recapacitação” e “atualização de habilidades”, para se adaptarem a uma nova era de trabalho.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Diante desse cenário, a aquisição e o desenvolvimento de talentos em GenAI tornaram-se prioridades para as empresas afetadas. A recapacitação do talento existente para preencher funções de IA, como gerenciamento de chatbots ou supervisão de processos automatizados, será crucial.

Ao mesmo tempo, espera-se que certas profissões, como atuários e profissionais de segurança da informação, possam se beneficiar da integração de IA, potencialmente aliviando escassez de mão de obra nessas áreas. No entanto, a proliferação da GenAI também poderia resultar em excesso de mão de obra em áreas onde as capacidades da IA replicam ou superam as competências humanas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Os líderes de recursos humanos enfrentarão o desafio de manter a inclusão, a equidade e a diversidade (IE&D) no meio da adoção de GenAI. A tecnologia, embora promissora, corre o risco de replicar preconceitos existentes em práticas de contratação e avaliação, potencialmente contrariando os objetivos de IE&D. Portanto, “ajustes nas práticas de contratação e revisões das métricas de IE&D podem ser necessários”, sugerem os estudos.

Além disso, a capacitação e o desenvolvimento de funcionários exigirão ajustes significativos para se alinharem com as necessidades de um mercado de trabalho em transformação. Instituições educacionais e programas de treinamento precisarão se concentrar em impulsionar habilidades centradas em IA, bem como destacar a importância das habilidades humanas únicas de pensamento crítico, empatia e adaptabilidade. Nesse contexto, “a colaboração entre humanos e IA se destaca como um fator decisivo para alcançar os melhores resultados”, destacam os analistas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A realocação salarial representará outra área de ajuste, dado que a demanda e a compensação por funções especializadas na criação e gestão de ferramentas de IA estão em ascensão. Ao contrário, aquelas posições que dependem de habilidades facilmente automatizáveis enfrentarão uma diminuição tanto na demanda quanto na remuneração.

É importante destacar que, além da necessidade de adaptação por parte das organizações, a adoção generalizada de GenAI representa um chamado à ação para líderes de recursos humanos e executivos de empresas que buscam manter suas organizações competitivas e socialmente responsáveis nesse novo horizonte de trabalho e tecnológico.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Equilíbrio humano-máquina, chave do sucesso futuro É apresentado um panorama equilibrado no qual a Geração de Inteligência Artificial (GenAI) apresenta tanto desafios quanto oportunidades. Por um lado, há uma preocupação legítima com a segurança no trabalho e a equidade, dada a crescente automatização e a capacidade da IA de realizar tarefas anteriormente humanas.

Por outro lado, a GenAI oferece a possibilidade de aumentar a produtividade e permite que os trabalhadores se concentrem em habilidades exclusivamente humanas, como criatividade, pensamento crítico e empatia.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Somando-se a essa reflexão, é importante considerar que, embora haja uma abundância de estudos que analisam o impacto potencial da inteligência artificial, ainda estamos em uma fase inicial para entender completamente seus efeitos a longo prazo. Muitas análises concluem que o impacto da IA será significativo, mas o alcance exato e a natureza desse impacto continuam sendo áreas de descoberta e evolução.

Portanto, enquanto nos preparamos para um futuro cada vez mais automatizado, é crucial que empresas e trabalhadores não apenas adotem novas tecnologias, mas também desenvolvam habilidades distintamente humanas que complementem e maximizem os benefícios da IA.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Nesse contexto, o equilíbrio entre a adoção tecnológica e o desenvolvimento humano adquire uma importância ainda maior, marcando o caminho para um futuro onde a coexistência harmoniosa entre humanos e máquinas potencialize as capacidades de ambos.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

 

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Destaques

Uma foto revelou o interior do covil do suspeito de Madeleine McCann, Christian Brueckner – onde ele supostamente amarrou e estuprou uma jovem. Manfred...

Mundo

Mais de uma centena de residentes de Gaza morreram e outros 700 ficaram feridos em um caótico incidente durante a distribuição de alimentos e...

uspeitos de matar PM e filha em S uspeitos de matar PM e filha em S

São Paulo

A Polícia Civil de São Paulo identificou os três suspeitos de envolvimento nas mortes do policial militar Anderson de Oliveira Valentim, de 46 anos,...

Capa

A Avenida Paulista, em São Paulo, foi tomada por milhares de apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) neste domingo (25) em um ato em defesa...

Brasil

A Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) do Rio Grande do Norte está oferecendo uma recompensa de R$ 15 mil por...

Últimas Notícias

Novos dados divulgados  pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 23, apontam um crescimento significativo no número de pessoas vivendo em...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

pai do mc gui

São Paulo

O empresário Rogério Alves, pai do cantor MC Gui, foi vítima de um assalto à mão armada na tarde desta sexta-feira (1º) no bairro...

São Paulo

A família de Alison dos Santos Rodrigues, de 18 anos, está buscando na Justiça a efetivação da matrícula do jovem no curso de Medicina...

Brasil

Nesta sexta-feira (1º), durante um evento em Manaus, o presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin (PSB),  socorreu  um homem que passou mal, oferecendo...

Brasil

A Justiça do Rio de Janeiro aceitou a denúncia do Ministério Público contra Elias de Souza Azevedo, genro da ex-deputada e pastora Flordelis dos...

Últimas Notícias

 Uma tragédia comoveu a cidade de Paranaguá, no litoral do Paraná, na última quinta-feira (29). Um bebê de apenas 11 meses morreu após um...

São Paulo

Na tarde desta sexta-feira (1º), o ex-presidente Jair Bolsonaro foi recebido por uma multidão de apoiadores em Nova Odessa, São Paulo. Acompanhado pelo presidente...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO