Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Parlamento de Israel acordo
(Captura de tela/X)

Destaques

Israel aprova acordo de liberação de 50 reféns em troca de cessar-fogo: confira os detalhes

Na terça-feira (21), o governo de Israel aprovou, em uma votação sem precedentes, um acordo para garantir a libertação de aproximadamente 50 reféns que foram sequestrados em Gaza durante o ataque terrorista ocorrido em 7 de outubro.

Uma declaração do governo, anunciando o resultado da votação, não especificou como os ministros votaram. Apesar de terem manifestado oposição ao acordo anteriormente, o partido de extrema-direita Sionismo Religioso votou a favor, enquanto apenas os membros da facção ultranacionalista Otzma Yehudit, liderada pelo Ministro da Segurança Nacional Itamar Ben Gvir, votaram contra, de acordo com a mídia hebraica.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Embora nem todos os detalhes do acordo tenham sido formalmente divulgados ao público, um funcionário do governo israelense informou os repórteres na terça-feira que o acordo deverá resultar na libertação de 50 cidadãos israelenses vivos, a maioria mulheres e crianças, em grupos de 12 a 13 pessoas por dia.

Em troca, Israel concordou com um cessar-fogo de pelo menos quatro dias, pela primeira vez desde o início da guerra.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Após a votação, o governo confirmou os termos do acordo sem oferecer detalhes sobre outras concessões por parte de Israel.

“O governo israelense está comprometido em trazer todos os sequestrados de volta para casa. Esta noite, o governo aprovou o esboço da primeira fase para atingir esse objetivo, segundo o qual pelo menos 50 reféns, a maioria mulheres e crianças, serão libertados durante um período de quatro dias, nos quais haverá uma pausa nos combates”, afirmou a declaração.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Para cada grupo de dez reféns liberados adicionalmente, um dia adicional de trégua será concedido”, acrescentou.

“O governo israelense, as Forças de Defesa de Israel e as forças de segurança continuarão a lutar para trazer de volta todos os sequestrados, eliminar completamente o Hamas e garantir que Gaza não represente mais nenhuma ameaça ao Estado de Israel.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Israel concordou em libertar mulheres palestinas e menores de idade da prisão e permitir que eles retornem às suas casas, principalmente na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental. Israel evitou oferecer um número específico, mas a mídia hebraica estimou que seriam cerca de 150 pessoas. Um ministro da Autoridade Palestina disse à Al Arabiya na terça-feira que 350 menores palestinos presos e 82 mulheres palestinas presas seriam libertados na troca.

Além disso, Israel concordou em permitir a entrada de mais combustível em Gaza, bem como quantidades significativas de ajuda humanitária que estavam em espera devido à guerra em curso.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Durante a reunião, que começou na noite de terça-feira e continuou até quarta-feira, todas as agências de segurança israelenses – as IDF, Shin Bet e Mossad – expressaram seu apoio ao acordo. A mídia hebraica informou que esse apoio convenceu vários ministros indecisos, incluindo o ministro da Unidade Nacional, Gideon Sa’ar, a apoiar o acordo.

Um funcionário do governo afirmou que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu insistiu que certas condições fizessem parte do acordo, incluindo a possibilidade de libertação de mais reféns após a pausa de quatro dias, um compromisso do Hamas para identificar e localizar reféns detidos por outros grupos terroristas na Faixa de Gaza, e a recusa em libertar prisioneiros palestinos condenados por homicídio.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Israel acredita que o Hamas poderia potencialmente localizar mais 30 mães e crianças israelenses além das 50 iniciais, e que a suspensão dos combates poderia ser estendida por um dia para cada grupo adicional de 10 reféns israelenses localizados e libertados, disse o funcionário do governo. O Hamas afirma não conseguir localizar imediatamente cerca de 10 crianças levadas de Israel durante o ataque de 7 de outubro.

O acordo em desenvolvimento resultará na libertação de 30 crianças, oito mães e 12 mulheres detidas pelo Hamas em Gaza, informou a mídia hebraica.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O Hamas afirmou ter 210 dos aproximadamente 240 reféns sequestrados no mês passado, incluindo cerca de 40 crianças. Acredita-se que a Jihad Islâmica mantém muitos dos reféns restantes.

Parte do acordo prevê que a Cruz Vermelha tenha acesso aos sequestrados que permanecerão como reféns em Gaza, incluindo o fornecimento de medicamentos, informou o gabinete de Netanyahu na terça-feira.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Após a votação do gabinete, o público terá 24 horas por lei para entrar com uma petição contra qualquer uma das libertações de prisioneiros planejadas, embora não se espere nenhuma reversão, e o funcionário do governo especula que o acordo entrará em vigor na quinta-feira.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

frio brasil chuva

Brasil

O Brasil se prepara para receber a primeira onda de frio do ano, de acordo com a previsão divulgada pelo instituto de meteorologia Climatempo....

André Pedroni Motorista André Pedroni Motorista

São Paulo

Na tarde desta quarta-feira (22), o condutor do carro de luxo envolvido no atropelamento de um motociclista em Barueri, na Grande São Paulo, compareceu...

Brasil

Entre quinta-feira (23) e sexta-feira (24), a formação de um ciclone extratropical no oceano, próximo à costa gaúcha, irá acentuar o contraste térmico entre...

Brasil

A denúncia apresentada pelo Ministério Público à Justiça sobre o sequestro da advogada Anic Almeida Peixoto Herdy, de 55 anos, em Petrópolis, revela um...

Vídeos

Em um desabafo emocionado nas redes sociais na última segunda-feira (20), Alexandre Correa, ex-marido da apresentadora Ana Hickmann, acusou o jornalista Leo Dias de...

estudantes apanham na alesp estudantes apanham na alesp

São Paulo

Seis estudantes que se envolveram em tumulto na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) durante protesto contra o projeto de lei sobre a implementação...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Rio Grande do Sul

Brasil

As adversidades causadas por temporais e enchentes no Rio Grande do Sul desde 29 de abril resultaram em um total de 162 mortes, conforme...

Brasil

O casal da campanha AME Jonatas, Aline e Renato Openkoski, foi preso nesta quarta-feira (22) em Joinville, Santa Catarina, após condenação. Os réus foram...

Brasil

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, nesta terça-feira (21), o projeto de lei que permite a implementação de escolas cívico-militares nas redes...

Prisao Prisao

Brasil

Uma mulher de 27 anos foi detida em flagrante na terça-feira (22) pela Polícia Civil local sob acusação de assassinar sua própria filha, uma...

vereadora Tainá de Paula vereadora Tainá de Paula

Brasil

Na noite de terça-feira (21), a vereadora Tainá de Paula (PT) passou por um momento de tensão ao ser alvo de uma tentativa de...

Brasil

No final da tarde desta quarta-feira (22), os moradores de Pelotas, no Sul do RS, foram surpreendidos por um forte temporal que resultou em...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit