Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

canoas
(Canoas, Rio Grande do Sul - Captura de Tela)

Governo

Dilma engavetou estudo milionário que previa enchentes no Sul do Brasil

Há uma década, um relatório entregue à Presidência da República, comandado por Dilma Rousseff na época, alertou sobre chuvas intensas no Sul do Brasil devido às mudanças climáticas e recomendou medidas a serem adotadas. Entretanto, o estudo foi ignorado devido às suas previsões desfavoráveis.

O documento intitulado “Brasil 2040: cenários e alternativas de adaptação à mudança do clima”, encomendado em 2014 durante o governo de Dilma Rousseff, do PT, previa consequências como elevação do nível do mar, mortes por ondas de calor, colapso de hidrelétricas, escassez de água no Sudeste, agravamento das secas no Nordeste e aumento das chuvas no Sul.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Embora tenha custado R$ 3,5 milhões na época, o relatório foi arquivado durante o governo Dilma, em vez de ser utilizado para mitigar os impactos adversos das mudanças climáticas.

Elaborado por mais de 30 pesquisadores de diversas universidades brasileiras, com destaque para a Universidade Federal do Ceará (UFC) através da Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura, sob a coordenação dos professores Eduardo Sávio Martins e Francisco de Assis de Souza Filho, o estudo ressaltou um aumento nas chuvas no extremo sul do país superior a 15%.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Entre as recomendações feitas pelos pesquisadores estava a elaboração de planos de contingência específicos para inundações, juntamente com um planejamento de longo prazo e atualizações frequentes, além da implementação de sistemas de alerta e adaptação da drenagem urbana.

No entanto, uma das previsões do estudo trouxe implicações desfavoráveis para o governo: a possibilidade de secas nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte, o que poderia afetar a disponibilidade de água nas bacias hidrográficas e a produção de energia elétrica das hidrelétricas, incluindo a usina de Belo Monte, que poderia ter sua capacidade de produção de energia reduzida em 50%.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Segundo uma reportagem do site Intercept Brasil, após uma reunião na qual as conclusões do estudo foram apresentadas ao governo, a então presidente Dilma Rousseff promoveu uma reforma ministerial e substituiu a equipe da Secretaria de Assuntos Estratégicos, incluindo os responsáveis pelo estudo, Sérgio Margulis e Natalie Unterstell, encerrando o projeto “Brasil 2040” e restringindo o acesso às informações.

Em outubro de 2015, um mês antes da Conferência de Paris, o governo decidiu lançar o estudo de forma discreta, porém incompleta. O sumário executivo foi elaborado pela equipe que havia cancelado o programa.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Na época, a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência considerou o Brasil 2040 como “alarmista”.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

André Pedroni Motorista

São Paulo

Na tarde desta quarta-feira (22), o condutor do carro de luxo envolvido no atropelamento de um motociclista em Barueri, na Grande São Paulo, compareceu...

Brasil

Entre quinta-feira (23) e sexta-feira (24), a formação de um ciclone extratropical no oceano, próximo à costa gaúcha, irá acentuar o contraste térmico entre...

Brasil

A denúncia apresentada pelo Ministério Público à Justiça sobre o sequestro da advogada Anic Almeida Peixoto Herdy, de 55 anos, em Petrópolis, revela um...

Vídeos

Em um desabafo emocionado nas redes sociais na última segunda-feira (20), Alexandre Correa, ex-marido da apresentadora Ana Hickmann, acusou o jornalista Leo Dias de...

estudantes apanham na alesp estudantes apanham na alesp

São Paulo

Seis estudantes que se envolveram em tumulto na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) durante protesto contra o projeto de lei sobre a implementação...

adolescente de 16 anos adolescente de 16 anos

São Paulo

O adolescente de 16 anos que confessou ter matado o pai, a mãe e a irmã dentro de casa, na Zona Oeste de São...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Rio Grande do Sul

Brasil

As adversidades causadas por temporais e enchentes no Rio Grande do Sul desde 29 de abril resultaram em um total de 162 mortes, conforme...

Brasil

O casal da campanha AME Jonatas, Aline e Renato Openkoski, foi preso nesta quarta-feira (22) em Joinville, Santa Catarina, após condenação. Os réus foram...

Brasil

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, nesta terça-feira (21), o projeto de lei que permite a implementação de escolas cívico-militares nas redes...

Prisao Prisao

Brasil

Uma mulher de 27 anos foi detida em flagrante na terça-feira (22) pela Polícia Civil local sob acusação de assassinar sua própria filha, uma...

vereadora Tainá de Paula vereadora Tainá de Paula

Brasil

Na noite de terça-feira (21), a vereadora Tainá de Paula (PT) passou por um momento de tensão ao ser alvo de uma tentativa de...

São Paulo

Policiais civis da 5ª Delegacia Seccional de Polícia de Itaquaquecetuba prenderam na terça-feira (21) duas mulheres, de 19 anos, suspeitas de participarem de uma...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit