CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O governo argentino comandado por Alberto Fernández e Cristina Kirchner decidiu controlar ainda mais a compra de dólares, e criou um novo imposto de 35% para gastos em cartão de crédito com dólar. A medida entra em vigor nesta quarta-feira (16) e vai até 31 de dezembro. O Banco Central argentino comunicou que a finalidade é preservar reservas para destiná-las às “necessidades de produção, mas não continuar subsidiando as compras para poupança”. Segundo Miguel Pesce, diretor do BC, há 12 semanas as reservas do país têm caído de forma contínua e elevada. A informação é da Folha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além do controle do da moeda norte-americana, também haverá mais restrições a abertura de novas contas em dólares nos bancos. A norma também inclui um “convite” às empresas para que reprogramem seus compromissos de pagamentos de dívida no exterior. O BC vai autorizar que as companhias possam comprar apenas 40% do capital necessário pagar a cada mês. Ou seja, jogando para meses posteriores o restante.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE