Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Mundo

Israel nega responsabilidade por mortes durante entrega de ajuda humanitária em Gaza

Mais de uma centena de residentes de Gaza morreram e outros 700 ficaram feridos em um caótico incidente durante a distribuição de alimentos e ajuda humanitária na cidade de Gaza. Após o ocorrido, o exército israelense esclareceu que suas tropas não abriram fogo contra os cidadãos que naquele momento cercavam o comboio.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

 

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Em um vídeo, o porta-voz das Forças de Defesa de Israel (FDI), Daniel Hagari, detalhou os acontecimentos: “Esta manhã, as FDI coordenaram um comboio de 38 caminhões para fornecer ajuda humanitária adicional aos residentes do norte de Gaza. Esta ajuda humanitária vinha do Egito, passou por um controle de segurança no corredor humanitário de Kerem Shalom, em Israel, e depois entrou em Gaza para ser distribuída por empreiteiros privados. Enquanto esses suprimentos humanitários vitais se dirigiam aos residentes de Gaza necessitados, milhares de pessoas de Gaza se lançaram sobre os caminhões. Alguns começaram a empurrar violentamente e até mesmo a pisotear outros residentes de Gaza até a morte, saqueando os suprimentos humanitários. O infeliz incidente resultou na morte e ferimento de dezenas de residentes de Gaza”.

“Estes são os fatos: às 4h40 da manhã, o primeiro caminhão de ajuda do comboio humanitário começou a atravessar o corredor humanitário que estávamos garantindo. Sim, as FDI estavam garantindo o corredor humanitário para que o comboio de ajuda pudesse chegar ao seu destino no norte de Gaza. Nossos tanques estavam lá para garantir o corredor humanitário para o comboio de ajuda. Nossos drones estavam lá no ar para dar às nossas forças uma visão clara de cima”, detalhou Hagari.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O porta-voz acrescentou que “durante esta operação humanitária, às 4h45 da manhã, uma multidão emboscou os caminhões de ajuda, parando o comboio. Como se pode ver, os tanques que estavam lá para garantir o comboio viram os residentes de Gaza sendo atropelados e tentaram dispersar cuidadosamente a multidão com alguns tiros de aviso. Quando as centenas se tornaram milhares e as coisas saíram do controle, o comandante dos tanques decidiu recuar para evitar danos aos milhares de residentes de Gaza que estavam lá. Como militar, acredito que eles se retiraram com segurança, arriscando suas próprias vidas, sem atirar na multidão. As Forças de Defesa de Israel operam de acordo com as regras de engajamento e o direito internacional”.

“Nenhum ataque das FDI foi realizado contra o comboio de ajuda. Quero repetir. As FDI não atacaram o comboio de ajuda. Pelo contrário, as FDI estavam lá realizando uma operação humanitária para garantir o corredor humanitário e permitir que o comboio de ajuda chegasse ao ponto de distribuição designado para que a ajuda humanitária pudesse chegar aos civis de Gaza que precisam. Estamos realizando uma operação humanitária desse tipo há as últimas quatro noites sem problemas. Esta foi a primeira noite em que tivemos esse tipo de evento”, explicou Hagari.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Enquanto isso, o porta-voz acrescentou: “Esta ajuda humanitária foi coordenada por Israel. Para a população de Gaza. Queremos que a ajuda humanitária chegue à população de Gaza. Estamos trabalhando incansavelmente para que isso aconteça. Israel não impõe limites à quantidade de ajuda que pode entrar em Gaza. Estamos trabalhando em conjunto com organizações humanitárias e a comunidade internacional para ajudar a resolver o problema da distribuição de ajuda dentro de Gaza”.

“Nossa guerra é contra o Hamas, não contra a população de Gaza. Estamos em uma guerra que não começamos. Não a buscamos. O Hamas começou esta guerra quando massacrou e sequestrou civis israelenses em 7 de outubro, e então voltou a Gaza e se escondeu atrás dos civis de Gaza, usando-os como escudos humanos. Reconhecemos o sofrimento do povo inocente de Gaza. Por isso, buscamos maneiras de ampliar nossos esforços humanitários. Por isso, realizamos operações humanitárias como esta, como a que realizamos esta manhã”, concluiu.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Na quarta-feira, 116 caminhões de ajuda humanitária entraram na Faixa de Gaza, uma quantidade insuficiente diante das necessidades urgentes do enclave, mergulhado em uma crise humanitária sem precedentes, e abaixo da média de 300 caminhões diários que entravam antes da guerra.

Segundo a UNRWA, cerca de 2.300 caminhões entraram em Gaza até agora em fevereiro, 50% a menos do que em janeiro.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Diante da dificuldade de introduzir ajuda humanitária por terra, vários países – incluindo Jordânia, Egito, Catar, França e Emirados Árabes – lançaram pacotes de alimentos e suprimentos do ar, uma estratégia que beneficiou os habitantes do norte do enclave pela primeira vez no dia anterior. Os Estados Unidos também estão considerando recorrer a essa fórmula.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, se encontrou ontem à noite em Jerusalém com a nova coordenadora da ONU para ajuda humanitária e reconstrução de Gaza, Sigrid Kaag, e o ministro da Defesa, Yoav Gallant, também falou sobre o assunto ontem à noite por telefone com seu colega americano, Lloyd Austin.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

(Com informações da EFE)

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

Destaques

Últimas Notícias

O embate entre o bilionário sul-africano Elon Musk, proprietário da antiga plataforma de mídia social “X” (ex-Twitter), e o Supremo Tribunal Federal (STF) do...

Últimas Notícias

Em entrevista à CNN nesta segunda-feira, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, deixou claro que não tolerará invasões de terras pelo Movimento...

mauro vieira mauro vieira

Últimas Notícias

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, posicionou-se em defesa da nota emitida pelo Itamaraty em resposta ao ataque do Irã a Israel, afirmando...

OAB saidinha OAB saidinha

Últimas Notícias

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) declarou apoio à decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de vetar um trecho da...

barco pará barco pará

Destaques

Uma embarcação com corpos foi descoberta no sábado (13) por pescadores no litoral do Pará. Segundo o capitão dos Portos da Amazônia Oriental, Ewerton...

Últimas Notícias

A apresentadora Silvia Popovic foi vítima de um assalto na tarde de domingo (14), na região central de São Paulo. Em um vídeo publicado...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

Atualmente, há registros de paralisações em várias instituições de ensino superior e técnico do Brasil. Ao menos 48 universidades, 71 institutos federais e um...

Brasil

A cantora sertaneja Lígia Fernanda Gonçalves, também conhecida como Nanda Ferraz, de 34 anos, faleceu em um acidente de carro na Rodovia Vicinal Luiz...

Brasil

Uma mulher de 38 anos morreu afogada ontem, dia 14, na piscina de Machácara, em Limeira, no interior de São Paulo, enquanto participava da...

Últimas Notícias

Por Arthur Virgílio Prezado colega Celso Amorim.CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO Li sua declaração, afirmando que o Irã dos aiatolás eunucos e misóginos “fez...

Brasil

Seis indivíduos foram detidos em flagrante no domingo (14), suspeitos de tentativa de fraude durante a realização de um concurso público em Vargem Grande...

Brasil

As intensas chuvas que afetam diversas regiões do Maranhão estão exacerbando o fenômeno das voçorocas em Buriticupu, localizada a cerca de 400 km de...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit