Foto: Reprodução

Ouça essa matéria na integra

A Câmara e o Senado (Congresso Nacional) estão tirando dinheiro dos ministérios da Educação, da Saúde e da Infraestrutura para aumentar o “Fundão Eleitoral”, informa a Folha de S. Paulo.

O aumento do “Fundão Eleitoral” só foi possível, segundo o jornal, após a redução nas despesas de diversos ministérios, que afetou mais áreas com impacto social, o corte foi de 1,7 bilhão de reais, disseram à Folha de S. Paulo técnicos do Congresso e do governo. 

“Desse montante, os maiores foram em saúde (500 milhões de reais), infraestrutura e desenvolvimento regional (380 milhões de reais), que inclui obras de habitação, saneamento. A redução em educação chegou a 280 milhões de reais”.

O aumento do “Fundão” para 3,8 bilhões de reais ainda tem de ser votado em comissão e no plenário.