Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Saúde

Lúpus: Pesquisa aponta caminho para tratamento inovador utilizando células do próprio paciente

Pesquisadores australianos podem ter encontrado um tratamento inovador para o lúpus.

Em um estudo publicado na revista Nature Communications em 6 de fevereiro, cientistas da Universidade Monash revelaram que conseguiram “corrigir” células defeituosas que podem causar o lúpus, uma doença autoimune.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Isso foi alcançado pela infusão de células humanas – chamadas células T regulatórias – colhidas de pessoas saudáveis, as quais desencadearam um mecanismo protetor que ajuda a prevenir a autoimunidade, conforme comunicado da universidade.

Pacientes que desenvolvem lúpus e outras doenças autoimunes geralmente carecem dessas células T especiais.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Descobrimos uma maneira de corrigir um defeito que causa o lúpus”, disse Peter Eggenhuizen, pesquisador da Universidade Monash e co-primeiro autor do estudo.

“Conseguimos isso ao modificar as células do paciente com moléculas protetoras de pessoas saudáveis. Em modelos pré-clínicos, isso interrompeu a progressão da doença renal causada pelo lúpus.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A pesquisa foi realizada tanto em tubos de ensaio quanto em modelos de ratos.

Os pesquisadores ficaram surpresos ao descobrir que as células do paciente infundidas com moléculas protetoras suprimiram o lúpus sem a necessidade de drogas imunossupressoras tóxicas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Novas tecnologias que utilizam células T regulatórias como terapia para o lúpus e outras condições autoimunes estão surgindo e prenunciam uma nova geração de medicina personalizada”, disse Eggenhuizen.

Joshua Ooi, co-autor sênior e professor associado que lidera o Grupo de Terapias com Células T Regulatórias da Universidade Monash, afirmou que a nova terapia conseguiu “completamente deter” o desenvolvimento da doença renal causada pelo lúpus.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“É como um reset do sistema imunológico anormal para um estado saudável – algo semelhante a uma atualização de software importante”, disse Ooi no comunicado.

“O fato de usar as próprias células do paciente é uma parte muito especial disso.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

**DOENÇA AUTOIMUNE: UM CORPO EM GUERRA CONTRA SI MESMO**

Além de tratar o lúpus, os pesquisadores esperam que a terapia direcionada com células T regulatórias possa eventualmente ser utilizada como tratamento para mais de 100 outras condições autoimunes, incluindo diabetes, artrite reumatoide e esclerose múltipla.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Embora esses resultados iniciais sejam promissores, os pesquisadores enfatizaram que este trabalho está na fase pré-clínica.

“São necessários dois anos adicionais de pesquisa e desenvolvimento antes que os primeiros ensaios clínicos em humanos possam começar”, afirmou Ooi.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Espera-se que os ensaios clínicos em humanos tenham início em 2026 para determinar a viabilidade do método de tratamento experimental.

O estudo na Universidade Monash foi parcialmente financiado pela Lupus Research Alliance, na cidade de Nova York.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Estamos emocionados por ter contribuído para possibilitar esta descoberta com financiamento em parte da Lupus Research Alliance”, disse Teodora Staeva, Ph.D., diretora científica da Alliance.

“O desenvolvimento deste método está acelerando o caminho para o tratamento personalizado e tem o potencial de fornecer uma nova opção importante para pessoas com nefrite lúpica, que frequentemente fazem uso prolongado de imunossupressores para controlar seus sintomas.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A Dra. Emily Littlejohn, reumatologista e especialista em lúpus do Cleveland Clinic, em Ohio, não participou dos estudos clínicos, mas disse que o tratamento proposto parece “promissor” como possível terapia para alguns pacientes com lúpus.

“Este grupo australiano da Universidade Monash conseguiu interromper a progressão da nefrite lúpica em um modelo de rato com lúpus”, disse.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Como este estudo foi feito in vitro e em modelos de ratos com nefrite lúpica, é muito difícil fazer suposições sobre como essa terapia se sairá em humanos com lúpus”, observou.

“E será interessante ver como esse tratamento se traduzirá em ensaios clínicos com pacientes humanos”, acrescentou.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Os tratamentos atuais para o lúpus incluem drogas antirreumáticas modificadoras da doença, ou DMARDs, além de agentes biológicos, que são terapias imunossupressoras em forma de comprimido, injeção ou infusão, observou Littlejohn.

“Embora essas drogas tenham se mostrado úteis no tratamento e prevenção da progressão do lúpus, ainda não temos taxas de sucesso suficientes no tratamento de pacientes com nefrite lúpica”, disse ela.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Estamos ansiosos pelos próximos ensaios clínicos que estão em andamento nesta área para o tratamento de diferentes formas de lúpus sistêmico.”

**O que saber sobre o lúpus**

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O lúpus é uma doença autoimune crônica na qual o sistema imunológico ataca tecidos saudáveis do corpo, causando inflamação e dor, de acordo com o site da Lupus Foundation of America.

A doença afeta mais frequentemente as articulações, pele e órgãos importantes, como rins e coração.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Os sintomas comuns incluem dor nas articulações, fadiga extrema e erupção cutânea em forma de borboleta.

Existem quatro tipos diferentes de lúpus, conforme detalhado no site da fundação.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O lúpus eritematoso sistêmico (LES), a forma mais comum, afeta múltiplos órgãos ou sistemas orgânicos.

O lúpus cutâneo afeta apenas a pele, enquanto o lúpus induzido por drogas é desencadeado por medicamentos específicos.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O lúpus neonatal é uma condição rara transmitida de uma mulher grávida para seu bebê.

O lúpus pode ser hereditário e é mais prevalente em mulheres entre 15 e 44 anos, assim como em pessoas afro-americanas, asiático-americanas, hispânicas/latinas, nativas americanas ou das Ilhas do Pacífico, de acordo com a mesma fundação.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A doença impacta aproximadamente 1,5 milhão de pessoas nos Estados Unidos.

“A lupus eritematoso sistêmico é uma doença grave e difícil de tratar”, afirmou Littlejohn.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Dada a variedade de manifestações desta doença e a ampla gama de sintomas clínicos, ter mais opções de tratamento só ajudará a melhorar os resultados da doença e a qualidade de vida desses pacientes.”

Com dezenas de novos medicamentos em várias fases de ensaios clínicos, Littlejohn destacou que este é um “momento emocionante” para o desenvolvimento de medicamentos no lúpus sistêmico.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Os trabalhos científicos em andamento e os avanços no desenvolvimento de tratamentos, como o apresentado neste artigo, são maravilhosos de se ver.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

Destaques

Carlos Teixeira

São Paulo

As últimas palavras de Carlos Teixeira, o jovem de 13 anos que faleceu após ser agredido por colegas na Escola Estadual Júlio Pardo Couto...

Últimas Notícias

Nesta quinta-feira (18), o ministro Gilmar Mendes manifestou forte desaprovação em relação à possibilidade de abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) pela...

Israel Israel

Últimas Notícias

O Exército de Israel informou neste sábado que abateu dez terroristas durante uma operação que começou na quinta-feira à noite no campo de refugiados...

RESUMO DO DIA

✅PGR Apela Contra Decisão Do STF Que Permitiu Remoção Da Tornozeleira Eletrônica De Rogério Andrade PGR Apela Contra Decisão do STF que Permitiu Remoção...

Inteligência artificial empregos mundo FMI Inteligência artificial empregos mundo FMI

Destaques

A Inteligência Artificial (IA) continua a avançar em um ritmo exponencial, ultrapassando os seres humanos em várias competências cognitivas e estabelecendo novos recordes no...

Hezbollah Hezbollah

Últimas Notícias

O Exército de Israel realizou na sexta-feira um novo bombardeio contra um “edifício militar” do partido-milícia xiita Hezbollah no sul do Líbano, como parte...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Últimas Notícias

O advogado de defesa de Marcelo Carrião, ex-apresentador de telejornal detido por tráfico de drogas em Santos, recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ)...

Brasil

De acordo com a Secretaria da Segurança Urbana de Itaquaquecetuba, os encontros conhecidos como bailes funk de rua, também chamados de pancadões, foram menos...

Brasil

Na próxima semana, professores e técnicos administrativos que trabalham em instituições federais de ensino precisam decidir se voltam ao trabalho ou não. O motivo...

Brasil

O corpo de Paulo Roberto Braga, 68 anos, será sepultado neste sábado (20) no Cemitério de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Ele...

Brasil

A lista dos mais procurados da Interpol inclui 91 cidadãos brasileiros em mais de 6 mil alertas ativos. O “aviso vermelho” é emitido como...

Brasil

A 2ª Auditoria da 11ª Circunscrição Judiciária Militar (11ª CJM) absolveu José Arnaldo do Nascimento, coronel da reserva da Força Aérea Brasileira (FAB), acusado...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit