Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Imagem ilustrativa gerada pelo Gazeta Brasil

Últimas Notícias

Consulta da Anvisa revela oposição da maioria dos profissionais de saúde à liberação de cigarros eletrônicos

Na consulta pública realizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre os cigarros eletrônicos, também conhecidos como vapes, houve uma expressiva divergência de opiniões entre os participantes, incluindo profissionais de saúde.

A consulta faz parte do processo de revisão da norma vigente, que proíbe os dispositivos desde 2009, apesar de sua ampla presença no país. Iniciada em dezembro, essa fase da consulta encerrou-se em fevereiro, com os resultados sendo divulgados recentemente.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A revisão da regulamentação está em curso desde 2022 e não possui um prazo definido para conclusão. Apesar de não ser obrigatório, a agência decidiu revisar os impactos da proibição à luz de estudos mais recentes sobre os cigarros eletrônicos.

Um total de 13,9 mil participantes contribuíram para a consulta pública, incluindo pessoas físicas, empresas e entidades. Os principais destaques incluem:

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

– Cerca de 59% dos participantes expressaram apoio à alteração da regra atual, incluindo a liberação dos vapes.
– Aproximadamente 37% dos participantes concordaram com a norma vigente, que proíbe os cigarros eletrônicos.
– Outros 516 participantes não responderam às perguntas.

Dentre os 1.158 participantes que eram profissionais de saúde, aproximadamente 65% defenderam a manutenção da proibição, enquanto aproximadamente 35% se posicionaram contra.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Em relação aos impactos da regra atual, 57% dos participantes avaliaram que ela tem apenas efeitos negativos.

É importante ressaltar que a discussão sobre os cigarros eletrônicos ocorre em meio à pressão da indústria do tabaco a favor da sua liberação. Durante o período da consulta, o setor iniciou uma campanha nas redes sociais para estimular a participação, alegando que os cigarros eletrônicos representam uma alternativa potencialmente menos nociva que os cigarros tradicionais.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Um argumento chave dos defensores da liberação é que os cigarros eletrônicos, ao contrário dos convencionais, funcionam por vaporização, o que os tornaria menos prejudiciais à saúde. No entanto, especialistas contestam essa afirmação, destacando que os cigarros eletrônicos contêm diversas substâncias tóxicas e cancerígenas.

A presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia, Margareth Dalcolmo, expressou a expectativa de que a norma da Anvisa seja mantida, destacando que estudos recentes indicam que os cigarros eletrônicos não oferecem benefícios à saúde em comparação com os cigarros tradicionais.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A Associação Brasileira da Indústria do Fumo (Abifumo) enfatizou a necessidade de regulamentação para estabelecer regras claras e rígidas para a comercialização dos produtos, além de prevenir o acesso por parte de menores de idade.

A Anvisa, por sua vez, ressaltou que ainda não existe base científica para afirmar que os cigarros eletrônicos são menos prejudiciais que os tradicionais e alertou para o risco de aumento do tabagismo caso sua liberação seja permitida.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O processo de revisão agora seguirá com a análise dos resultados pela gerência técnica da Anvisa, seguida pela revisão da Advocacia Geral da União (AGU) e posterior encaminhamento ao relator do processo. A data para essa conclusão não foi divulgada.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

Destaques

Empresário do Porsche

São Paulo

Novas informações surgiram no desenrolar do processo que investiga o acidente fatal envolvendo o empresário Fernando Sastre de Andrade Filho e o motorista de...

RESUMO DO DIA

✅Lula Escolhe Paulo Pimenta Para Liderar Ações De Reconstrução No RS Lula escolhe Paulo Pimenta para liderar ações de reconstrução no RS CONTINUE LENDO...

dinheiro dinheiro

São Paulo

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, nesta terça-feira (14), o projeto de lei 301/2024 proposto pelo governador Tarcísio de Freitas, que fixa...

Brasil

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou a suspensão da venda de passagens aéreas para voos com origem e destino ao Aeroporto Internacional...

Brasil

Uma operação de resgate envolvendo o Corpo de Bombeiros e a Prefeitura de São Leopoldo foi realizada na noite desta terça-feira (14) para retirar...

Política

A Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei Complementar (PLP) 85/24, do Poder Executivo, que suspende os pagamentos de 36 parcelas da dívida...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

São Paulo

Policiais do 5º Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) apreenderam mais de 300 mil cigarros contrabandeados na terça-feira (14), na rodovia José Ermírio de Moraes,...

ladrões matam idoso ladrões matam idoso

São Paulo

Na madrugada desta quarta-feira (15), um idoso de 88 anos foi brutalmente agredido e veio a óbito durante um assalto em sua residência, localizada...

Pai preso filho marteladas Pai preso filho marteladas

Brasil

Na última sexta-feira (10), dois homens homossexuais foram presos em Manaus, capital do Amazonas (AM), por estuprar crianças e adolescentes. De acordo com a...

Bolsonaro fraudes eleições live Bolsonaro fraudes eleições live

Brasil

Nesta quarta-feira (15), equipes compostas por investigadores da Polícia Federal (PF) e acadêmicos da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) estão conduzindo...

Bebê pit bull Bebê pit bull

Brasil

Uma menina de 7 anos foi atacada por um pitbull em Santa Teresa, na região central do Rio de Janeiro (RJ), no último domingo...

Brasil

O relator da CPI do Senado que apura o afundamento do solo em Maceió (AL), Rogério Carvalho (PT-SE), pediu o indiciamento da Braskem e...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit