CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Parece cena de filme futurista, mas é real. O capacete criado para proteção contra o coronavírus é ideia de Michael Hall, um empresário que estava esquiando quando a ideia desses capacetes surgiu em sua cabeça. “Michael Hall imaginou um novo equipamento enquanto esquiava com sua família nas montanhas de Utah”, diz o site do produto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Enquanto falava com seus filhos no elevador, ele não conseguia ver seus rostos. Eles foram obstruídos por máscaras de esqui, óculos de proteção e outras roupas. Este equipamento fica úmido, frio e denso rapidamente. Ele imaginou um novo tipo de produto que criaria um ‘micro clima’ em torno da cabeça”.

Chamado MicroClimate Air, o capacete é uma viseira de acrílico que não embaça.

O capacete protetor é feito com uma bolha transparente na frente e um tecido lavável que cobre a cabeça e o pescoço nas costas.

O MicroClimate Air também possui um sistema de ventilação embutido que utiliza ventiladores de alta potência para puxar o ar através dos filtros da máscara. A empresa promete uma vida “fresca e sem névoa” para os usuários de capacete, que terão que pagar US $ 199 pelo conforto, pouco mais de R$ 1 mil.

Para torná-lo confortável, são incluídos forros de almofada.

Nas redes sociais, o produto causou alvoroço e nem todo mundo gostou da ideia. “Estamos em Marte”, comentou um internauta, criticando a ideia.

*Com informações de R7

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE