Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

WhatsApp
(Pixabay)

Ciência e Tecnologia

WhatsApp ameaça deixar a Índia se for forçado a quebrar criptografia

O serviço de mensagens WhatsApp, pertencente à Meta de Mark Zuckerberg, contestou as leis indianas que o obrigariam a quebrar a criptografia do usuário em casos especiais.

Em uma petição apresentada na Alta Corte de Délhi na quinta-feira, a empresa exigiu que uma lei local de TI fosse declarada “inconstitucional” e que não houvesse responsabilidade criminal pelo não cumprimento. Advogados que representam o WhatsApp alegaram que a plataforma deixaria a Índia se fosse “instruída a quebrar a criptografia”, segundo a mídia local.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A Alta Corte estava analisando petições do WhatsApp e de sua empresa-mãe, o Facebook (agora Meta), que contestam as regras de TI promulgadas em 2021 para intermediários de mídia social. A lei exige que o aplicativo de mensagens rastreie bate-papos e tome providências para identificar o “primeiro originador da informação” se for ordenado por um tribunal ou autoridade competente.

“Teríamos que manter uma cadeia completa e não sabemos quais mensagens serão solicitadas para serem descriptografadas”, disse o advogado do WhatsApp, Tejas Karia, citado pelo India Today. Milhões de mensagens teriam que ser armazenadas por anos para cumprir a regra, acrescentou ele, argumentando que os requisitos são únicos em qualquer lugar do mundo.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O tribunal argumentou que os “direitos de privacidade” não são absolutos e que “o equilíbrio precisa ser feito”. Vários pedidos contestando a lei de TI estão pendentes em tribunais superiores em toda a Índia.

Informações poderiam ser solicitadas ao aplicativo de mensagens para crimes relacionados à segurança nacional, ordem pública ou aqueles relacionados a estupro, material sexualmente explícito ou material de abuso sexual infantil – cada um punível com pena de prisão de cinco anos, de acordo com reportagens da mídia indiana.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O WhatsApp tem 535,8 milhões de usuários na Índia, o maior número de qualquer país, de acordo com dados de 2024 do site de rastreamento Statista. O número está crescendo a uma taxa de 16,6% ao ano. O Economic Times estimou a receita da plataforma no país em cerca de US$ 1 bilhão.

“A Índia é um país que está na vanguarda… Vocês estão liderando o mundo em termos de como pessoas e empresas abraçaram o envio de mensagens”, disse Zuckerberg em um discurso virtual no evento anual da Meta em Mumbai no ano passado, de acordo com a mídia.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A batalha legal do WhatsApp se desenrola em um cenário de leis mais rígidas impostas por Nova Délhi contra deepfakes gerados por IA e outras ameaças de mídia social. No início deste ano, a Índia prometeu responsabilizar as grandes empresas de tecnologia por conteúdo enganoso em suas plataformas, alertando sobre punições potenciais por qualquer falha em remover tal conteúdo em tempo hábil.

Outra controvérsia surgiu em fevereiro quando o novo chatbot “Gemini” do Google pareceu associar o primeiro-ministro indiano Narendra Modi ao “fascismo”. Nova Délhi posteriormente emitiu um aviso exigindo que empresas de tecnologia “significativas” obtivessem permissão do governo antes de lançar novos modelos.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

No entanto, a diretiva foi revogada após críticas da Índia e do exterior. Enquanto isso, a IA também foi acusada de desempenhar um papel antagônico na atual eleição geral indiana, com vídeos manipulados de estrelas de cinema de Bollywood circulando nas redes sociais para enganar os eleitores.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

apple

Ciência e Tecnologia

Após uma batalha legal que se estendeu por anos, a Apple está se aproximando do prazo final para compensar os usuários nos Estados Unidos...

Porto Alegre corredor humanitário Porto Alegre corredor humanitário

Brasil

Em uma medida para aliviar o congestionamento na capital gaúcha, o prefeito Sebastião Melo (MDB) anunciou a abertura do corredor humanitário para veículos de...

Brasil

Um assalto a um ônibus fretado que transportava 28 policiais militares na noite de quinta-feira (16) terminou com um bandido morto e dois em...

Guaíba recua e Porto Alegre abre comporta para escoar água do Centro Histórico Guaíba recua e Porto Alegre abre comporta para escoar água do Centro Histórico

Destaques

O nível do Lago Guaíba em Porto Alegre finalmente recuou abaixo da marca de 4,70 metros na manhã desta sexta-feira (17), permitindo o início...

RESUMO DO DIA

Dolar: 5,10 Euro: 5,55CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO ✅Rio Grande Do Sul Pode Voltar A Ter Fortes Temporais Na Próxima Semana Rio Grande do...

Brasil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (17) uma lista das cidades brasileiras com as maiores e menores taxas de...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

São Paulo

A Justiça de São Paulo ouviu nesta sexta-feira (17/5) parte das testemunhas envolvidas no caso conhecido como “Massacre de Paraisópolis”, em que nove jovens...

Brasil

Um incidente ocorreu em uma residência no Jardim Araucária, em Apiaí (SP) na noite de quinta-feira (16), no qual um policial militar do Corpo...

Brasil

Durante o período de estado de calamidade no Rio Grande do Sul, um total de 112 indivíduos foram detidos em diferentes regiões do estado...

Loja da Cobasi Loja da Cobasi

Brasil

A empresa Cobasi confirmou nesta sexta-feira (17) a morte de todos os animais que estavam dentro de uma unidade localizada no subsolo do Praia...

Escolas Porto Alegre Escolas Porto Alegre

Últimas Notícias

A Prefeitura de Porto Alegre anunciou a retomada gradual das aulas na rede municipal de ensino, a partir da próxima segunda-feira (20). A medida...

MST prejuízo MST prejuízo

Brasil

As fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul desde o final de abril deixaram um rastro de destruição em seis assentamentos do...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit