terça-feira, 20 de abril de 2021

Cinemas se recusam a exibir novo filme da Disney

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

A notícia de que a Disney quer cobrar R$70 para que o espectador assista Raya e o Último Dragão através do Disney+ parece não ter agradado muito os cinemas do mundo, que se recusam a exibir o filme alegando que a empresa produtora não está dando boas condições para isso.

“No ambiente operacional atual, estamos tomando decisões de reserva de curto prazo em uma base discreta, filme por filme, com foco no benefício de longo prazo dos expositores, estúdios e espectadores”, disse um representante da Cinemark à EW .

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

“Enquanto estamos conversando com a The Walt Disney Company, ainda não chegamos aos termos de janela aceitáveis ​​para ‘Raya e o Último Dragão’. À medida que continuamos a trabalhar com nossos parceiros de estúdio, continuamos otimistas de que chegaremos a termos mutuamente benéficos que fornecerão cinéfilos a oportunidade de ver a emocionante programação de filmes em nossos cinemas. “

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

Ao que aparenta, não faz sentido para os cinemas exibir um filme sem nenhuma certeza de uma boa bilheteria. Já que o filme poderá ser alugado em casa, muitos consumidores devem optar por essa opção (mesmo sendo mais cara) por diversos motivos. Com isso, os cinemas vão ter um lucro muito menor. O mesmo aconteceu na estreia de Tenet, no final de 2020.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Lucas Mertens
Lucas Mertenshttps://gazetabrasil.com.br/
"Muitas ideias às vezes morrem sem nem ver a luz do dia" - Não sei nem quem disse isso, mas é uma frase muito boa. Criado em meio a muita cultura pop, sigo tentando mostrar para o mundo que não se pode ter vergonha de mostrar a sua opinião. Quem tem projetos e ideias, deve fazer acontecer e correr atrás, pois só assim que iremos realmente avançar. Não pare nunca!
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimos artigos