Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Manifestações
Manifestações em frente ao QG do Exército em Brasília na data de hoje

Justiça

MPF pede providências “imediata” contra manifestações em frente ao QG do Exército

O Ministério Público Federal determinou na quinta-feira que o ministro da Defesa, o comandante do Exército e os órgãos de segurança pública e de trânsito do governo do Distrito Federal tomem “providências urgentes” a respeito das manifestações em frente ao quartel general do Exército em Brasília.

Segundo o Ministério Público, as manifestações em frente ao QG “representam risco potencial de desencadear crise nas estruturas do Estado Democrático de Direito. Têm o nítido propósito de desestabilizar as instituições democráticas, impugnando o resultado do processo eleitoral por vias transversas. Revestem-se de conduta criminosa, abusando do direito de reunião para estimular publicamente intervenção das Forças Armadas.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Ainda de acordo com o órgão, o Detran e Secretaria de Segurança Pública foram oficiados pelo MP. Os documentos orientam que ambos devem assegurar o livre trânsito de pessoas e de agentes públicos na região das manifestações. Os órgãos devem, em cinco dias, informar as medidas que vêm adotando diante das ocupações na avenida. Além disso, é preciso coibir infrações de trânsito decorrentes das aglomerações no local, assim como as manifestações ilícitas, a exemplo daquelas que incitam agressão ou violência a candidatos eleitos.

Ao ministro da Defesa e ao comandante do Exército o MPF informa que instaurou investigação para apurar a responsabilidade pela incitação das Forças Armadas contra os poderes constitucionais. As procuradoras que assinam o documento, Luciana Loureiro e Marcia Zollinger, pedem ainda o encaminhamento de dados que identifiquem as pessoas que promovem ou oferecem apoio financeiro ou logístico para as referidas manifestações. Por resoluções internas, o expediente será encaminhado ao ministro pelo procurador federal dos direitos do cidadão, Carlos Vilhena, e ao comandante do Exército, pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O MPF aponta que são direitos constitucionais a livre manifestação de pensamentos e o direito de reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público. No entanto, essa liberdade deve ser harmonizada com o exercício de outros direitos fundamentais igualmente consagrados na Carta Magna. Os protestos de irresignação diante do resultado das eleições se manteriam lícitos até o momento em que exercidos com propósitos sociais. Ou seja, não podem ameaçar o Estado de Direito, as instituições democráticas, nem a integridade dos bens jurídicos relevantes à sociedade brasileira.

Os pedidos de informações aos quatro órgãos fazem parte de um procedimento preparatório instaurado no último dia 9 nesta procuradoria da República. A investigação visa apurar as responsabilidades sobre eventuais atos antidemocráticos que vêm requerendo inclusive intervenção militar diante do resultado das eleições presidenciais.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

 

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

frio brasil chuva

Brasil

O Brasil se prepara para receber a primeira onda de frio do ano, de acordo com a previsão divulgada pelo instituto de meteorologia Climatempo....

André Pedroni Motorista André Pedroni Motorista

São Paulo

Na tarde desta quarta-feira (22), o condutor do carro de luxo envolvido no atropelamento de um motociclista em Barueri, na Grande São Paulo, compareceu...

Brasil

Entre quinta-feira (23) e sexta-feira (24), a formação de um ciclone extratropical no oceano, próximo à costa gaúcha, irá acentuar o contraste térmico entre...

Brasil

A denúncia apresentada pelo Ministério Público à Justiça sobre o sequestro da advogada Anic Almeida Peixoto Herdy, de 55 anos, em Petrópolis, revela um...

Vídeos

Em um desabafo emocionado nas redes sociais na última segunda-feira (20), Alexandre Correa, ex-marido da apresentadora Ana Hickmann, acusou o jornalista Leo Dias de...

estudantes apanham na alesp estudantes apanham na alesp

São Paulo

Seis estudantes que se envolveram em tumulto na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) durante protesto contra o projeto de lei sobre a implementação...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Rio Grande do Sul

Brasil

As adversidades causadas por temporais e enchentes no Rio Grande do Sul desde 29 de abril resultaram em um total de 162 mortes, conforme...

Brasil

O casal da campanha AME Jonatas, Aline e Renato Openkoski, foi preso nesta quarta-feira (22) em Joinville, Santa Catarina, após condenação. Os réus foram...

Brasil

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, nesta terça-feira (21), o projeto de lei que permite a implementação de escolas cívico-militares nas redes...

Prisao Prisao

Brasil

Uma mulher de 27 anos foi detida em flagrante na terça-feira (22) pela Polícia Civil local sob acusação de assassinar sua própria filha, uma...

vereadora Tainá de Paula vereadora Tainá de Paula

Brasil

Na noite de terça-feira (21), a vereadora Tainá de Paula (PT) passou por um momento de tensão ao ser alvo de uma tentativa de...

Brasil

No final da tarde desta quarta-feira (22), os moradores de Pelotas, no Sul do RS, foram surpreendidos por um forte temporal que resultou em...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit