O  diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que “temos que fazer todo o possível para nos prepararmos para uma potencial pandemia” do coronavírus.

A avaliação foi reforçada por Michael Ryan, diretor do Programa de Emergências do organismo internacional. “Não podemos paralisar o mundo, e não é realista dizer que é possível parar a transmissão entre os países”, disse. As informações são do jornal El País.

De acordo com Ghebreyesus, os surtos podem ser contidos e o cenário continua sendo de epidemia, tanto pelo número de casos como de mortes fora da China. Mas o diretor recomendou que o mundo se prepare para a propagação do vírus.

“Não é uma questão de branco ou preto, de sim ou não. Cada país tem que elaborar seu próprio plano de contenção de riscos. As prioridades são a proteção dos profissionais de saúde, a mobilização das comunidades para ter um cuidado especial com os idosos e com as patologias [elas as quais houve mais de 80% das mortes até agora] e a proteção dos países mais vulneráveis, contendo a epidemia nos que podem fazê-lo.”

A proporção de mortes, atualmente, está entre 2% e 4% em Wuhan, na Chinha, e em cerca de 0,7% fora de lá.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram