Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

lira

Política

Arthur Lira Recorrerá de Decisão que Arquivou Processo Contra Felipe Neto no caso “excrementíssimo”

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciou que irá recorrer do parecer emitido pelo Ministério Público Federal (MPF), o qual solicitou o arquivamento do processo criminal movido contra o influenciador e youtuber Felipe Neto. Este processo foi instaurado após Neto se referir a Lira como “excrementíssimo” durante uma sessão sobre a regulamentação das plataformas digitais. Em comunicado, a assessoria do deputado afirmou que o recurso será encaminhado para a Câmara de Coordenação e Revisão do MPF.

No parecer, o procurador Carlos Henrique Martins Lima citou o direito à liberdade de expressão, enfatizando que Lira ocupa um cargo público.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Por ser a vítima detentora do cargo público de deputado, é natural que, em determinadas circunstâncias, receba críticas depreciativas. No entanto, quando contextualizadas, tais críticas não ultrapassam o limite para serem consideradas delituosas.”

Martins Lima também declarou que “as palavras duras dirigidas ao deputado, embora representem uma conduta moralmente reprovável, configuram um ato impulsivo, um desabafo do investigado, sem um real desejo de injuriar ou causar dano suficiente.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Felipe Neto celebrou a decisão nas redes sociais, afirmando que “o procurador deixou claro que não houve crime. Vamos enfrentar todas as tentativas de silenciamento.”

Por sua vez, Lira usou as redes sociais para classificar o youtuber como “mal-educado” e alegou que Neto utilizou o debate para “denegrir e buscar mídia e curtidas”. “Uma crítica frequente sobre as redes sociais é a falta de civilidade, respeito e educação de muitos usuários. Há uma confusão entre liberdade de expressão e o direito de ofender, difamar e injuriar”, declarou o parlamentar.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Durante a sessão desta terça-feira (23), Felipe Neto fez o comentário ao discursar sobre o projeto de lei das fake news e redes sociais, afirmando que Lira teria “dilacerado” a matéria. Neto explicou nas redes sociais que sua intenção era “fazer uma piada com a palavra ‘excelentíssimo’, uma opinião satírica e jocosa, sem intenção de ofender a honra.”

O youtuber ainda criticou as ações e “inércia” de Lira, as quais considerou “em grande parte prejudiciais e extremamente reprováveis”. O crime de injúria prevê pena de um a seis meses de detenção ou multa, podendo ser aumentada em um terço se cometida contra um funcionário público ou os presidentes do Senado Federal, da Câmara dos Deputados ou do Supremo Tribunal Federal.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Quanto ao projeto de lei sobre a regulamentação das redes sociais, o texto propõe regras de uso, gestão e penalidades para a divulgação de informações falsas. Estabelece-se pena de um a três anos de prisão e multa para quem promover ou financiar a disseminação em massa de mensagens com “fatos sabidamente inverídicos” que possam comprometer a integridade do processo eleitoral ou causar dano à integridade física de agentes públicos.

A proposta também exige que as plataformas publiquem relatórios de transparência semestrais sobre a moderação de conteúdo falso e estabelece um capítulo específico sobre segurança infantil. O texto obriga as plataformas a adotarem medidas de proteção de dados, a impedirem o acesso a determinados serviços e a proibirem o uso desses dados para a criação de conteúdo personalizado.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Mundo

O mundo está à beira de uma catástrofe, disse o Secretário-Geral da ONU, António Guterres, na sexta-feira, apontando os riscos de um potencial conflito...

Mundo

Três pessoas morreram e 10 ficaram feridas em um tiroteio em um supermercado em Fordyce, no Arkansas (EUA). A informação foi dada pela Polícia...

Brasil

Professores de ao menos 25 universidades federais encerraram a greve iniciada em meados de abril, de acordo com apuração da Agência Brasil. O prazo...

Alexandre de Moraes Alexandre de Moraes

Justiça

Nesta sexta-feira (21), o congressista republicano Chris Smith enviou uma carta ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, exigindo esclarecimentos sobre...

Juscelino Filho - Polícia Federal indicia ministro de Lula por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa Juscelino Filho - Polícia Federal indicia ministro de Lula por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa

Política

Nesta sexta-feira (21), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que está “feliz” com a atuação do ministro das Comunicações, Juscelino Filho...

Política

A deputada federal Sâmia Bomfim (PSol-SP) apresentou dois projetos de lei para dificultar a possibilidade de médicos e outros profissionais de saúde se recusarem a...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

O Ministério de Portos e Aeroportos anunciou nesta sexta-feira (21) que o Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, será parcialmente reaberto na primeira...

Brasil

Na cidade de Teresina, a polícia efetuou a prisão de um comerciante e seu irmão sob a acusação de liderarem um grupo criminoso envolvido...

Brasil

A Prefeitura de São Paulo e o Governo Estadual têm instalado grades na Rua dos Protestantes, no centro da cidade, conhecida como Cracolândia, para...

São Paulo

Uma mulher de 46 anos foi presa em flagrante na quinta-feira (20) transportando 25 kg de crack na Rodovia Anhanguera, em Americana, no interior...

São Paulo

A Polícia Civil deflagrou uma grande operação contra roubos e furtos de veículos entre os dias 19 e 20 de junho, no litoral de...

Parque Nacional do Itatiaia Parque Nacional do Itatiaia

Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) recebeu ao longo desta semana vinte representações sobre o incêndio no Parque Nacional do Itatiaia (PNI), iniciado na sexta-feira,...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit