Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

(Instagram)

Últimas Notícias

Empresário expulso de padaria por usar notebook é preso por suposta fraude em criptomoedas

Empresário Allan Barros, conhecido nas redes sociais como Allan Deivid de Barros, foi preso em Curitiba durante a Operação Fast da Polícia Federal, que investiga uma associação criminosa suspeita de aplicar golpes com criptomoedas e NFTs.

Barros, que ganhou notoriedade após ser expulso de uma padaria em Barueri por usar notebook, é um dos cinco detidos pela PF. A investigação aponta que o grupo movimentou cerca de R$ 100 milhões em fraudes, lesando até 20 mil pessoas em Santa Catarina e no Paraná.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O golpe consistia na venda de uma criptomoeda “fantasma”, com suposto valor atrelado a parcerias com empresas e promessa de altos lucros. As vítimas, após comprarem a moeda digital, não conseguiam negociá-la, pois ela ficava presa em um banco digital criado pelo grupo.

Barros e os demais envolvidos podem ser condenados a até 28 anos de prisão por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, associação criminosa e lavagem de dinheiro. A defesa do empresário nega as acusações e afirma que ele e sua empresa “nunca foram objeto de processos por parte de investidores”.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Relembre o caso da padaria:

Em janeiro, Barros foi filmado discutindo com um funcionário de uma padaria em Barueri após ser proibido de usar o Wi-Fi do local para trabalhar em seu notebook. O vídeo viralizou nas redes sociais e gerou debate sobre o direito de uso de espaços públicos para trabalho remoto.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A operação teve seu epicentro em Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina, onde a organização criminosa tinha sua base. Em nota, a defesa de Barros e da empresa Unimetaverso Gestão de Ativos Digitais e Marketing LTDA. 

Leia a nota da defesa empresário:

A defesa de Alan Deivid de Barros e da empresa Unimetaverso Gestão de Ativos Digitais e Marketing LTDA., representada pelo Dr. Leonardo Bueno Dechatnik, vem a público esclarecer informações a respeito da Operação Fast, na qual nosso cliente é investigado.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Desde o início das investigações, temos mantido uma postura colaborativa com as autoridades, buscando esclarecer os fatos da forma mais transparente e eficaz possível.

É importante salientar que o processo corre em segredo de justiça, o que nos impede de divulgar detalhes específicos sobre o caso neste momento. No entanto, é do interesse de nosso cliente que a verdade seja plenamente esclarecida.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Refutamos categoricamente a alegação de que nosso cliente tenha subtraído a quantia de R$ 100.000.000,00 ou que tenha prejudicado entre 5 a 22 mil pessoas. Esses números, mencionados no relatório policial, são baseados em suposições da autoridade policial, sem comprovação efetiva. Até o momento, somente um número ínfimo dessas supostas vítimas efetuou denúncias formalmente, sendo a maior parte destas ex-colaboradores e concorrentes no setor empresarial.

Nosso cliente e sua empresa nunca foram objeto de processos por parte de investidores. Ademais, no relatório policial, identifica-se o caso de um indivíduo que se passou por vítima, mas que cometeu furtos de ativos virtuais da empresa e admitiu ter hackeado a plataforma. Sua confissão foi devidamente documentada em ata notarial, que foi anexada ao Boletim de Ocorrência e à notícia-crime, apresentada à delegacia de crimes cibernéticos de Curitiba.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Quanto à alegação de que os recursos subtraídos alcançam a cifra de R$ 100.000.000,00, é questionável a metodologia usada para chegar a tal conclusão, baseada em evidências frágeis como capturas de tela de conversas em aplicativos de mensagens e comentários não verificados.

Ressaltamos que a decisão de decretar prisão preventiva parece desproporcional, considerando que o caso não envolve violência ou grave ameaça, e que existem medidas cautelares mais adequadas para assegurar o andamento do processo. Alan Deivid de Barros, réu primário, profissional dedicado, não representa risco à sociedade.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A defesa está atuando de maneira criteriosa no acompanhamento da operação, e medidas judiciais estão sendo adotadas para corrigir o que consideramos ser uma arbitrariedade.

Estamos comprometidos em demonstrar a inocência de nosso cliente e esclarecer os fatos, sempre respeitando o processo legal e colaborando com as autoridades para a justa resolução deste caso.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

Destaques

Últimas Notícias

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) está programado para conversar com o empresário Elon Musk na noite deste sábado (13/4), às 21h30. O anúncio foi...

israel israel

Mundo

Forças marítimas dos Guardiões da Revolução do Irã interceptaram um navio porta-contêineres neste sábado (12), próximo ao Estreito de Ormuz, alegando vínculos com Israel....

Últimas Notícias

O repórter investigativo Afonso Monaco, conhecido por seu trabalho na TV Record, nos programas Domingo Espetacular e Câmera Record, morreu aos 79 anos na...

Últimas Notícias

O presidente da Argentina, Javier Milei, surpreendeu ao anunciar nesta sexta-feira (12) o término de seu relacionamento com a atriz Fátima Floreza, em uma...

Últimas Notícias

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) deu início à segunda fase da investigação sobre a suposta infiltração do Primeiro Comando da Capital (PCC)...

Gleisi Hoffmann Gleisi Hoffmann

Últimas Notícias

Em uma declaração feita durante sua visita à China, a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) e deputada federal, Gleisi Hoffmann, enfatizou o modelo...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Últimas Notícias

Mais de 400 kg de cocaína foram apreendidos em uma operação policial realizada na sexta-feira (12) na comunidade de Paraisópolis, zona sul de São...

Últimas Notícias

Os proprietários de veículos com placa final 3 têm até segunda-feira (15) para efetuar o pagamento da quarta parcela do IPVA 2024. Os contribuintes...

Últimas Notícias

Na noite de sexta-feira (12), o ex-mestre de bateria da escola de samba Renascer de Jacarepaguá, Paulo Silva Vieira de Araújo, conhecido como Mestre...

Brasil

Na manhã desta sexta-feira (12/4), a Polícia Civil e a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) do Ministério Público...

Moraes Moraes

Últimas Notícias

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, foi aprovado nesta sexta-feira para o cargo de professor titular na Faculdade de Direito da...

Brasil

Uma investigação recente, conhecida como Operação Fim da Linha, foi conduzida contra duas empresas responsáveis pela operação de linhas de ônibus em áreas específicas...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit