Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Foto: Lula Marques/Agência Brasil

Últimas Notícias

Lula sanciona lei do Perse, reduzindo beneficiados e estabelecendo teto de R$ 15 bilhões

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou, nesta quarta-feira (22), a lei que altera os beneficiários do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse). Este programa concede isenção de tributos como Imposto de Renda (IR), Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

A nova legislação reduzirá o número de setores contemplados pelo programa de 44 para 30. O Perse está programado para vigorar até o final de 2026 ou até que atinja um limite de R$ 15 bilhões em isenções fiscais, o que ocorrer primeiro.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

De acordo com o ministro do Turismo, Celso Sabino, o texto foi sancionado sem vetos em relação à versão aprovada pelo Congresso.

Entre os setores elegíveis estão ramo de hotelaria, serviços de alimentação para eventos e recepções (bufês), aluguel de equipamentos recreativos, esportivos e de palcos, produção teatral, musical e de espetáculos de dança, restaurantes, bares, cinemas, entre outros.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Por outro lado, ficam excluídos do programa setores como albergues, exceto os assistenciais, campings, pensões, produtoras de filmes para publicidade, serviços de transporte de passageiros por locação de automóveis com motorista e organização de excursões em veículos rodoviários próprios, intermunicipais, interestaduais e internacionais.

O governo inicialmente propôs o fim do Perse, criado em 2021 durante a pandemia de Covid-19 para fornecer alívio fiscal e apoio aos profissionais que trabalham com eventos. No entanto, o Congresso discordou e negociou a continuidade do programa, resultando na legislação sancionada hoje.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O programa zera a alíquota de quatro tributos, incluindo o Imposto de Renda, para empresas do setor, como hotéis, bares, bufês, agências de viagem e produções musicais.

Após um acordo entre a equipe econômica e líderes da Câmara, foi estabelecido um limite de gastos de R$ 15 bilhões em isenções fiscais até 2026. O texto aprovado pelos parlamentares determina que o programa terá duração limitada, condicionada ao atingimento desse valor ou à chegada de dezembro de 2026.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Segundo o governo, a nova lei assegura a continuidade do programa e implementa mecanismos de controle para evitar o uso indiscriminado dos recursos e garantir uma gestão fiscal responsável. Os valores relativos aos incentivos do Perse serão apresentados pela Secretaria Especial da Receita Federal em relatórios bimestrais.

Para algumas categorias, o acesso aos benefícios do Perse está sujeito à regularidade perante o Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) até 18 de março de 2022, ou obtida entre essa data e 30 de maio de 2023. Contribuintes com irregularidades no Cadastur ou sem direito à isenção devido a problemas de enquadramento na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) podem aderir à autorregularização em até 90 dias após a regulamentação da lei, sem a incidência de multas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Política

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira o Projeto de Lei 1099/24, que institui o Cadastro Nacional de Pessoas Condenadas por Violência contra a...

câmara câmara

Política

Em uma sessão marcada por debates acalorados, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (12) o Projeto de Resolução 32/24, que cria novas regras...

Em derrota para Lula, Congresso mantém veto de Bolsonaro a lei que criminaliza “fake news” Em derrota para Lula, Congresso mantém veto de Bolsonaro a lei que criminaliza “fake news”

Política

Em uma sessão rápida e simbólica, sem a contabilização formal dos votos, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira o requerimento de...

RESUMO DO DIA

Dolar: 5,40 Euro: 5,84 ✅CCJ Da Câmara Aprova PEC Que Criminaliza Posse E Porte De Qualquer Quantidade De Droga CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO...

Mauro Cid Mauro Cid

Política

O ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, tenente-coronel Mauro Cid, e seu pai, o general Lourena Cid, foram intimados a depor novamente na Polícia Federal...

Alexandre de Moraes Alexandre de Moraes

Justiça

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, ironizou um momento apontado como “socialista” da Corte durante o julgamento que discute uma...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

cachorro

São Paulo

Na tarde desta quarta-feira (12), após debates intensos em plenário, os deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovaram o projeto de lei...

Últimas Notícias

O governo dos Estados Unidos divulgou informações que contradizem a versão apresentada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a...

stf stf

Brasil

Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu que a União seja responsável pelo custeio de um medicamento avaliado em R$ 17 milhões para...

dólares doação dólares doação

São Paulo

Um morador de Santos, no litoral de São Paulo, fez uma doação inesperada ao enviar US$ 10 mil em espécie dentro de uma mala...

polícia civil polícia civil

Sem categoria

Uma oficina mecânica em Carapicuíba foi flagrada em um esquema de fraude que envolvia a substituição de peças originais de carros esportivos e de...

tornozeleiras eletrônicas tornozeleiras eletrônicas

São Paulo

Nesta quarta-feira (12), o governo de São Paulo lançou um edital para aquisição de mil tornozeleiras eletrônicas, marcando a expansão do programa de monitoramento...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit