Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Justiça

TSE reestabelece monetização de canais e perfis de direita

Nesta sexta-feira (03), o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Benedito Gonçalves, decidiu reestabelecer a possibilidade de monetização de canais de direita, que estavam restritos das redes sociais por conta das eleições do ano passado.

De acordo com o corregedor-geral eleitoral, cabe a revogação dos bloqueios uma vez que “parenta ter sido retomado o estado de normalidade no país”.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Porém, os recursos obtidos devem seguir retidos e “à disposição do juízo, até posterior deliberação”.

“Sendo este o retrato do momento – que, sabe-se, somente será mantido com constante vigilância e atuação efetiva sobre focos antidemocráticos – torna-se possível revogar a medida cautelar, especificamente para liberar o uso de ferramentas de monetização, conforme regras de cada plataforma, pelos perfis e canais objeto da investigação”, diz trecho da decisão de Gonçalves.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

No entanto, a determinação pondera que a liberação dos ganhos financeiros para os canais liberados, o que inclui perfis no Youtube, Facebook e Instagram, não respalda novos episódios de divulgação de notícias falsas.

“Os perfis e canais devem se abster de divulgar notícias falsas, atentatórias à estabilização dos resultados eleitorais e ao Estado Democrático de Direito, uma vez que a prática de atos ilícitos poderá ser objeto de investigação e ação penal”, diz o ministro.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Na decisão, Gonçalves pondera que a desmonetização dos canais “que se dedicavam à divulgação e conteúdos falsos sobre as urnas eletrônicas” foi determinada para “desestimular a prática de condutas que poderiam influenciar indevidamente o resultado das Eleições 2022”.

O ministro do TSE ainda cita que elementos levam a crer, em primeira análise, que, fato, existe uma “rede vasta, organizada e complexa para contaminar negativamente o debate político e estimular a polarização”, com foco em supostos “ataques” às urnas eletrônicas e para servir a interesses político-partidários, o que justificaria as medidas adotadas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

De acordo com ele, a Polícia Federal (PF) reuniu “indícios substancias” de que os ganhos repassados aos 11 canais investigados que disseminavam notícias falsas sobre as urnas eletrônicas, o Tribunal Eleitoral e as eleições de 2022, “resultaram de atividade ilícita”.

“Tem-se que as investigações fornecem indícios substanciais de que os recursos sobre os quais incidiu o bloqueio judicial resultaram de atividade ilícita. Conteúdo sabidamente falso das postagens que reverberavam a desconfiança ao sistema eletrônico de votação, associado a teorias conspiratórias permeadas de graves imputações aos ministros do TSE inseria-se em verdadeiro modelo de negócio assentado na capitalização de notícias falsas”, afirmou o ministro.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Clique aqui para acessar a decisão completa de Gonçalves: TSE monetização canais direita

Confira a lista:

TSE monetização canais direita

Foto: Reprodução/TSE

TSE monetização canais direita

Foto: Reprodução/TSE

TSE monetização canais direita

Foto: Reprodução/TSE

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Mundo

O mundo está à beira de uma catástrofe, disse o Secretário-Geral da ONU, António Guterres, na sexta-feira, apontando os riscos de um potencial conflito...

Mundo

Três pessoas morreram e 10 ficaram feridas em um tiroteio em um supermercado em Fordyce, no Arkansas (EUA). A informação foi dada pela Polícia...

Brasil

Professores de ao menos 25 universidades federais encerraram a greve iniciada em meados de abril, de acordo com apuração da Agência Brasil. O prazo...

Alexandre de Moraes Alexandre de Moraes

Justiça

Nesta sexta-feira (21), o congressista republicano Chris Smith enviou uma carta ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, exigindo esclarecimentos sobre...

Juscelino Filho - Polícia Federal indicia ministro de Lula por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa Juscelino Filho - Polícia Federal indicia ministro de Lula por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa

Política

Nesta sexta-feira (21), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que está “feliz” com a atuação do ministro das Comunicações, Juscelino Filho...

Política

A deputada federal Sâmia Bomfim (PSol-SP) apresentou dois projetos de lei para dificultar a possibilidade de médicos e outros profissionais de saúde se recusarem a...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

Um homem de 28 anos faleceu após cair da sacada de um prédio na manhã de sexta-feira (21), na Vila Andrade, zona oeste de...

Brasil

O Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos de São Paulo (Sindguardas-SP) notificou a prefeitura da capital paulista após constatar que agentes que trabalham na região...

Brasil

No dia 21 de junho, sexta-feira, faleceu Davi Freire Zerbone, de 4 anos, que havia sido admitido no Hospital Estadual Roberto Chabo (HERC), em...

Brasil

Um homem procurado pelo feminicídio de sua ex-companheira em Sorocaba, interior de São Paulo, foi capturado na capital enquanto tentava escapar. Segundo informações dos...

Brasil

O Ministério de Portos e Aeroportos anunciou nesta sexta-feira (21) que o Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, será parcialmente reaberto na primeira...

Brasil

Na cidade de Teresina, a polícia efetuou a prisão de um comerciante e seu irmão sob a acusação de liderarem um grupo criminoso envolvido...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit