quinta-feira, 13 de maio de 2021

‘Decisão que permite aborto nos EUA pode ser revertida’, diz conservadora indicada por Trump para a Suprema Corte

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

Indicada por Trump para uma vaga na Suprema Corte dos EUA, a juíza conservadora Amy Coney Barrett disse a senadores nesta terça-feira (13) que a decisão que permite o aborto nos EUA pode ser revertida.

Pressionada pela senadora democrata Amy Klobuchar, Barrett disse não considerar a decisão Roe v. Wade — que permitiu o aborto nos EUA — um “super-precedente” irreversível na Suprema Corte. Entretanto, ela sugeriu que essa revisão não necessariamente ocorrerá.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

“Acadêmicos de diferentes lados do espectro político dizem que isso não significa que Roe [a decisão sobre o aborto] deva ser revertida”, afirmou.

Na mesma linha, Barrett não detalhou se agirá para anular ou mudar a questão do aborto. Ela disse apenas que analisaria a questão segundo “os vários fatores geralmente aplicados para reverter um precedente”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

“Eu prometo fazer assim com qualquer tema que aparecer — aborto ou qualquer outro. Vou seguir a lei”, disse a juíza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Gazeta Brasil
Gazeta Brasilhttps://www.gazetabrasil.com.br
A Gazeta Brasil é um jornal brasileiro diário editado na cidade de São Paulo. Publica textos, fotos, vídeos no formato digital. Faz parte do grupo AZComm Comunicação e Eventos.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimos artigos