Foto: divulgação

As farmácias de duas cidades da Itália passaram a distribuir gratuitamente a hidroxicloroquina para todos os pacientes com covid-19 tratados em casa. O medicamento foi prescrito por médicos, em mais de 1.500 farmácias locais de Piemonte, no norte do país e de Ligúria, na região noroeste, informa o jornal italiano La Repubblica.

O anúncio feito pela ‘Federfarma’ e pelo sindicato das farmácias do país diz que a entrega é sujeita a disponibilidade e realizada de acordo com os procedimentos do Dpc (Distribuição em nome), já aplicado em outras especialidades:

“A Federfarma Piemonte salienta que a distribuição é realizada pelas mesmas farmácias gratuitamente, sem, portanto, aplicar a taxa prevista para o Dpc dos outros medicamentos”.

A cientista italiana, Annalisa Chiusolo, aponta a hidroxicloroquina/cloroquina como eficaz em tornar as pessoas imunes ao novo coronavírus (covid-19). Sua afirmação mostra que o vírus precisa de porfirinas para sobreviver e atacar as hemoglobinas – proteína que transporta oxigênio no sangue – e reduzir a quantidade de oxigênio no corpo.

Chiusolo afirma que a hidroxicloroquina pode atuar como profilático, prevenindo ou limitando os sintomas da doença, enquanto aguarda a formulação da vacina que estimula especificamente a resposta de anticorpos do organismo. E que isso pode tornar o paciente imune, de acordo com ela, a covid-19 ou limitar seus efeitos colaterais.

A Agência Italiana de Medicamentos (AIFA), tem um estudo aprovado de hidroxicloroquina em 2.500 pacientes, que começará no início de julho e se concentrará no método preventivo, afirmou a cientista ao jornal Il Tempo.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram