Governadores de 20 estados registraram uma carta pública, na tarde desta segunda-feira (17) na qual criticaram as declarações do presidente Jair Bolsonaro (Aliança Pelo Brasil), sobre a morte do ex-PM Adriano da Nóbrega, que foi morto na Bahia.

Na nota, divulgada nesta segunda (17), os governadores citam recentes falas de Bolsonaro “confrontando os governadores” e “se antecipando a investigações policiais para atribuir graves fatos à conduta das polícias e seus governadores”. 

A iniciativa de se posicionar contra as falas de Bolsonaro partiu do governador Wilson Witzel (PSC-RJ), endossada em seguida por João Doria (PSDB-SP). Ambos são adversários políticos do presidente. Depois, outros governadores chancelaram a proposta. 

Siga a Gazeta Brasil no Instagram