Foto: reprodução

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu desculpas à China na madrugada desta quinta-feira (19), por Eduardo Bolsonaro compartilhar notícias que comprovam que a ditadura da China omitiu dados do coronavírus (Covid-19) e ameaçou cientistas e jornalistas.

“Em nome da Câmara dos Deputados, peço desculpas à China e ao embaixador Wanming Yang pelas palavras irrefletidas do Deputado Eduardo Bolsonaro”, escreveu Maia no Twitter.

E mais:

“A atitude não condiz com a importância da parceria estratégica Brasil-China e com os ritos da diplomacia. Em nome de meus colegas, reitero os laços de fraternidade entre nossos dois países. Torço para que, em breve, possamos sair da atual crise ainda mais fortes”.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram