O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira (06) que o governo irá anunciar nos próximos 30 a 60 dias a privatização de 3 a 4 grandes companhias, sem revelar o nome das empresas.

Em live promovida pela Fundación Internacional para la Libertad, o ministro disse, em inglês, acreditar que o Congresso dará seu apoio às privatizações, complementando que o presidente Jair Bolsonaro já concorda com as operações. A instituição é presidida pelo prêmio Nobel de literatura, Mario Vargas Llosa.

Há um mês, Guedes já havia dito que três ou quatro grandes privatizações estariam no radar do governo para serem tocadas neste ano.

Há cerca de um mês, ministro tocou no assunto, sem tocar no nome das companhias, e avaliou que este seria um “excelente ano” para as subsidiárias da Caixa Econômica Federal (CEF) fazerem uma “grande” oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) no valor de 20 bilhões de reais a 50 bilhões de reais, “bem maior até” que uma Eletrobras, segundo ele.

*Com informações de Reuters