segunda-feira, 17 de maio de 2021

Egito descobre ‘cidade do ouro perdida’ com mais de 3 mil anos

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

 (ANSA) – O Egito anunciou na noite desta quinta-feira (8) a descoberta da “cidade de ouro perdida” próxima a Luxor, que fica no sul do país, a 500 quilômetros do Cairo. Segundo os arqueólogos, essa é a maior povoação urbana localizada e a maior descoberta desde a década de 1920, quando a tumba de Tutancâmon foi encontrada praticamente intacta.   

A missão foi guiada pelo arqueólogo Zahi Hawass e datou a cidade, chamada de “A Ascensão de Aton”, com cerca de três mil anos.   

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

“A cidade enterrada tem a data do reinado de Amenófis III e continuou sendo usada pelo rei Tutancâmon e por seu sucessor, Ay. […] Muitas missões estrangeiras buscaram por essa cidade, mas ela nunca foi encontrada”, disse Hawass, que explicou que os trabalhos começaram na busca pelo templo funerário do rei Tut.  

A arqueóloga Betsy Brian, da Universidade Johns Hopkins, pontuou que a descoberta “ajudará a colocar luz sobre um dos maiores mistérios da história: porque Aquenáton e Nefertiti decidiram se mudar para Amarna”.   

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

A mudança dos pais de Tutancâmon é alvo de especulações até os dias atuais e nunca uma resposta plausível foi encontrada.   

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Gazeta Brasil
Gazeta Brasilhttps://www.gazetabrasil.com.br
A Gazeta Brasil é um jornal brasileiro diário editado na cidade de São Paulo. Publica textos, fotos, vídeos no formato digital. Faz parte do grupo AZComm Comunicação e Eventos.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimos artigos