CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O dono de uma relojoaria, de Catalão, em Goiás, que se sensibilizou com a história de um menino Mário que engraxava sapatos para presentear o pai acabou sendo notificado pelo Ministério Público por supostamente fazer apologia do trabalho infantil. O comerciante havia presenteado o garoto com um relógio. Para não ser processado, o dono da relojoaria assinou um termo de ajuste de conduta do Ministério Público do Trabalho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No vídeo, que emocionou internautas, o menino engraxate entra na relojoaria com a caixa de engraxar sapatos nas costas. Ele pede pra ver um relógio de 30 reais que estava em promoção e conta que o presente era do dia dos pais.

O dono da relojoaria se sensibilizou com boa intenção e a realidade dura do garoto, que havia juntado o dinheiro para comprar o relógio, seu Paulo fez uma surpresa. Ele embrulhou o presente, recebeu o dinheiro do meno engraxate e em seguida devolveu as notas para a criança: “compre alguma coisa pra você”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE