Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Tarcísio de Freitas
Foto: Marcelo S. Camargo / Governo do Estado de SP

São Paulo

Governo de São Paulo defende escolas cívico-militares em resposta a ação no STF

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), enviou uma defesa ao Supremo Tribunal Federal (STF) em apoio à lei que institui escolas cívico-militares no estado. A medida foi uma resposta à ação movida pelo PSOL, que questiona a constitucionalidade da lei sancionada em maio deste ano.

Na ação direta de inconstitucionalidade, o PSOL argumenta que a legislação estadual viola direitos constitucionais ao interferir em competências federais, como a definição das diretrizes e bases da educação nacional. Além disso, critica a militarização precoce dos jovens e o papel das polícias militares, que, segundo a Constituição, devem se dedicar exclusivamente à preservação da ordem pública.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Em resposta ao ministro Gilmar Mendes, relator do caso no STF, Tarcísio de Freitas afirmou que o modelo de escolas cívico-militares não se destina ao treinamento bélico, mas sim à educação dos alunos conforme as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular e do Currículo Paulista. Ele ressaltou que as escolas terão a direção pedagógica dos mesmos profissionais da educação que atuam nas demais escolas estaduais.

O programa paulista prevê a contratação de policiais militares e bombeiros aposentados para funções administrativas, de vigilância e desenvolvimento de atividades extracurriculares cívico-militares. O governador rejeitou as alegações de inconstitucionalidade e enfatizou que a implementação do programa ocorrerá após consulta e aprovação da comunidade escolar, incluindo professores, funcionários e responsáveis pelos alunos.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Tarcísio de Freitas negou que as escolas cívico-militares promoverão a militarização precoce dos jovens, reiterando que o conteúdo educacional seguirá estritamente as diretrizes curriculares vigentes.

Por fim, a manifestação do governo de São Paulo argumenta que a lei estadual não usurpa competências federais, uma vez que se limita ao modelo de gestão das escolas, sem interferir no conteúdo curricular obrigatório. A aprovação da lei na Assembleia Legislativa gerou controvérsias e protestos por parte de partidos de esquerda.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Tatuapé sob controle do PCC: bairro se tornou o reino luxuoso da maior facção criminosa do Brasil

São Paulo

Uma gigantesca operação policial revelou uma intrincada rede de investimentos e atividades ilícitas do PCC no bairro Tatuapé, localizado na Zona Leste de São...

Caatinga Caatinga

Meio Ambiente

Um levantamento realizado pela fundação holandesa IDH, com o apoio do instituto de pesquisa WRI Brasil, revelou que existem pelo menos meio milhão de...

Saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) realizou uma análise abrangente dos atendimentos a clientes de planos de saúde entre 2019 e 2023, revelando...

Alcolumbre Alcolumbre

Política

Nesta terça-feira (23), Josiel Alcolumbre, do União Brasil, anunciou sua retirada da candidatura à Prefeitura de Macapá (AP). A decisão favorece o atual prefeito,...

TCU edital leilão 5G TCU edital leilão 5G

Ciência e Tecnologia

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, aplicou multas que somam R$ 4,7 milhões às empresas de telefonia Oi,...

Lula defende parceria maior com a China e diz que receberá Xi Jinping com "grande festa" Lula defende parceria maior com a China e diz que receberá Xi Jinping com "grande festa"

Mundo

Na segunda-feira (22), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu que Brasil e China estreitem as relações, em um movimento que o...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) investiga a morte de um motorista de aplicativo de 58 anos, encontrado com...

enchentes rio grande do sul enchentes rio grande do sul

Brasil

O governo federal reprovou 115,7 mil cadastros solicitando o Auxílio Reconstrução no Rio Grande do Sul. O benefício, de R$ 5.100 em parcela única,...

PF faz operação contra ex-servidores da Abin e influenciadores do suposto “gabinete do ódio” por espionagem ilegal PF faz operação contra ex-servidores da Abin e influenciadores do suposto “gabinete do ódio” por espionagem ilegal

Últimas Notícias

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu preventivamente, nesta terça-feira (23), um homem de 35 anos suspeito de praticar estelionato. De acordo com a...

maconha maconha

Brasil

A Polícia Federal (PF) desmantelou cerca de 100 mil pés de maconha na Terra Indígena Alto Rio Guamá durante uma operação que durou uma...

Tarcísio Sabesp Tarcísio Sabesp

São Paulo

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP), celebrou nesta terça-feira (23) a conclusão do processo de privatização da Companhia de Saneamento Básico...

Caso Aisha: Vizinho é preso após confessar ter matado menina de 8 anos encontrada em cima de saco de materiais de construção Caso Aisha: Vizinho é preso após confessar ter matado menina de 8 anos encontrada em cima de saco de materiais de construção

Brasil

Um vizinho foi preso após confessar o assassinato de Aisha Vitória Santos da Silva, de 8 anos, na manhã desta terça-feira (23), no bairro...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit