Uma fake news que começou a circular nas redes sociais nesta quinta-feira (21) que um suposto decreto de lockdown no estado de São Paulo, já estaria imposto entre dias 1º a 15 de junho. Em resposta o governo estadual emitiu um comunicado em suas redes sociais onde deixou claro que a informação é falsa;  e também informou que diz que o texto reproduzido é de uma proposta de um deputado que já foi rejeitada pela Assembleia Legislativa.

O texto diz que seria necessário apresentar comprovações para deslocamentos em todo o estado, que incluiriam desde carta do empregador até comprovante de compras.

Apesar do governador João Doria já ter declarado que possui um protocolo de lockdown pronto, ainda não fará qualquer anúncio antes de uma avaliação ao final da quarentena atual, no dia 31 de maio.

Doria afirmou em coletiva de imprensa realizada hoje no Palácio dos Bandeirantes que o lockdown será avaliado de acordo com os índice de isolamento e que atualmente com a medida de um “megaferiadão” imposta uma melhora deve ser esperada o que resultaria em um alívio no sistema de saúde e evitaria impor medidas extremistas.

“Nós temos o protocolo do lockdown pronto, eu tenho dito isso nas últimas duas semanas. Mas se pudermos evitar, com ações, com medidas e com a solidariedade das pessoas que estão se resguardando, se protegendo e se isolando em casa, melhor. Evitar a medida extrema representa respeito e atitude. Mas se nós não tivermos solidariedade, os índices crescerem ainda mais e colocarmos em risco a vida das pessoas, seremos obrigados a adotar o lockdown”, afirmou o governador na quarta-feira (20). 

Confira o comunicado emitido pelo Governo de São Paulo: