Foto: Reprodução

Pelo menos 11 instituições financeiras do Brasil e do exterior teriam colaborado com o esquema ilegal de lavagem de dinheiro montado pela Odebrecht. 

As delações do ex-executivos estão anexas ao processo que determinou a deflagração da 61ª fase da Operação Lava Jato, com foco no sistema financeiro.

Bancos citados em delações:

Banco Paulista, de São Paulo .

TrendBank, de São Paulo .

Banif, de Portugal .

Pictet, da Suíça .

PKB, da Suíça .

Bank Winter, da Áustria .

Meinl Bank, da Áustria .

Fim Bank, de Malta .

Credicorp, do Panamá .

AOB, de Antígua .

Meinl Bank Antigua, de Antígua.

De acordo com a declaração dos delatores, as relações entre o esquema de pagamento de propinas da Odebrecht e bancos vêm desde 2006.