Foto: reprodução

Os militares pressionam para que deputados retirem o apoio de recursos do Novo e do PSOL, que a reforma da Previdência dos militares siga direto ao Senado Federal, informa O Antagonista.

O partido Novo e o PSOL apresentaram recursos para que a reforma da Previdência dos militares, já aprovada em comissão especial da Congresso, passe pela Câmara dos Deputados antes de seguir para o Senado.

Nos últimos dias, Arnaldo Jardim (Cidadania) e Paulo Eduardo Martins (PSC) pediram a retirada de suas assinaturas do recurso apresentado por Tiago Mitraud, do Novo.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram