De acordo com um produtor da CNN em Beirute os hospitais da cidade se encontram no momento em uma situação “caótica”  nesta terça-feira (04)

Para fazer a triagem, médicos estão  tendo que fazê-las no meio dos corredores, enquanto tentam atender dezenas de feridos.

“Algumas pessoas tinham membros fraturados, outras foram atingidas por muitos estilhaços de vidro”, informou Ghazi Balkiz

“Eu entrei e vi pessoas deitadas no chão, médicos tentando colocar cateteres intravenosos nelas. Algumas estavam desmaiadas”, acrescentou.

Cerca de 400 feridos foram encaminhados para a emergência do hospital Hotel Dieu, segundo uma das enfermeiras que estão realizando o atendimento.

As emergências estão completamente lotadas de feridos, e  um dos principais hospitais locais – o Centro Médico da Universidade Americana de Beirute – já não tem mais suporte para receber novos pacientes.

Em razão da situação caótica, a Cruz Vermelha libanesa emitiu um “chamado urgente” solicitando que pessoas de todos os tipos sanguíneos façam doações para ajudar no tratamento dos feridos, em sua conta no Twitter.

Foto: Reprodção/Twitter

Mesmo sem ter sido anunciado ainda sobre o número oficial de mortos, funcionários de hospitais e políticos revelaram para  à imprensa local que o número de vítimas pode ser grande.

Na internet é possível ver a triste situação dos hospitais da região: