Foto: reprodução

Os EUA ofereceram uma recompensa de US$ 15 milhões por informações que levem à captura do ditador venezuelano, Nicolás Maduro, formalmente acusado pelo Departamento de Justiça do país por narcotráfico (tráfico de drogas). Outras autoridades da ditadura também estão sendo procurados.

Todos são acusados de “terem participado de uma associação criminosa que envolve uma organização terrorista extremamente violenta, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e de um esforço para inundar os Estados Unidos com cocaína“, afirmou o procurador-geral dos EUA, William Barr.

No Twitter, Maduro disse que “há uma conspiração dos Estados Unidos e da Colômbia e eles deram a ordem de encher a Venezuela de violência”. “Como chefe de Estado, sou obrigado a defender a paz e a estabilidade em toda a pátria, sob quaisquer circunstâncias”.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram