Foto: reprodução

Ouça essa matéria na integra

O tumor do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) na cárdia, região entre o esôfago e o estômago, teve uma regressão e deverá realizar mais cinco sessões de quimioterapia, de acordo com o infectologista David Uip nesta segunda-feira (9). 

Durante coletiva de imprensa no hospital Sírio Libanês, na Bela Vista, região central de São Paulo, a equipe médica afirmou que Covas deve ter alta médica após cada sessão de quimioterapia com duração de 30 horas. Ao todo, o prefeito fez três sessões, sendo a última no dia 26 de novembro, e fará mais cinco.