O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, disse nesta terça-feira (2) que determinou à PF (Polícia Federal) a abertura de inquérito para investigar o vazamento de informações pessoais do presidente Jair Bolsonaro, seus familiares e demais autoridades.

As investigações devem apurar crimes previstos no Código Penal, na Lei de Segurança Nacional e na Lei das Organizações Criminosas, de acordo com o ministro.



O grupo de hackers conhecido como Anonymous Brasil divulgou na noite desta segunda-feira (1º) dados pessoais dos filhos do chefe do Executivo Carlos, Eduardo e Flávio, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tiveram seus dados divulgados pelo grupo. Além deles, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) foi vítima.