Clique aqui para acessar o coronavoucher: https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio

 

Ou para baixar o aplicativo, chamado de “CAIXA|Auxílio Emergencial”:

Será preciso se enquadrar em uma das condições abaixo para obter o coronavoucher:

  • ser titular de pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI);
  • estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia 20 de março;
  • cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
  • ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.

Além disso, todos os beneficiários deverão:

  • ter mais de 18 anos de idade;
  • ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
  • ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família;
  • não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.
  • A mulher que for mãe e chefe de família, e estiver dentro dos demais critérios, poderá receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês.

Aqueles que têm direito ao ‘coronavoucher’, poderão solicitar transferência para a conta de sua preferência (e qualquer banco) sem custo. Para os que tiverem de sacar, poderão se dirigir a lotéricas, agências da Caixa, do Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste.

Confira o calendário do coronavoucher:

  • A primeira parcela começará a ser liberada nesta quinta-feira (9). Serão beneficiados os trabalhadores informais, microempreendedores individuais e autônomos inscritos no Cadastro Único que tem conta no Banco do Brasil ou na Caixa. Para os demais inscritos no CadÚnico e os que se cadastrarão no aplicativo ou site da Caixa, a primeira parcela será paga no dia 14.
  • A segunda parcela está prevista para 27, 28, 29 e 30 de abril. O pagamento levará em conta a data de aniversário do beneficiário.
  • A terceira parcela será paga a partir do dia 26 de maio, seguindo o mesmo critério da data de aniversário.

  • Os repasses aos 12 milhões de beneficiários do programa Bolsa Família seguirão o calendário usual do programa.

 

Siga a Gazeta Brasil no Instagram