As contas externas brasileiras registraram saldo positivo em agosto pelo quinto mês consecutivo, informou nesta quarta-feira (23) o Banco Central (BC).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O superávit em transações correntes, que são as compras e vendas de mercadorias, serviços e transferências de renda do Brasil com outros países, chegou a US$ 3,721 bilhões, o maior resultado positivo já registrado em agosto, na série iniciada em janeiro de 1995. Em agosto de 2019, foi registrado déficit em transações correntes de US$ 3,032 bilhões.

“Essa reversão seguiu tendência observada no mês anterior e decorreu da alta de US$ 2,4 bilhões no superávit da balança comercial de bens e das reduções de US$ 3,5 bilhões e de US$ 882 milhões nos déficits em renda primária e serviços, respectivamente”, informou o BC em relatório citado pela Agência Brasil.

Nos oito primeiros meses do ano, as transações correntes tiveram déficit de US$ 8,539 bilhões, contra o saldo negativo de US$ 34,020 bilhões em igual período de 2019.

Em 12 meses encerrados em agosto, o déficit chegou a US$ 25,4 bilhões (1,64% do Produto Interno Bruto – PIB), ante US$ 32,2 bilhões (2,03% do PIB) até julho deste ano.

*Agência Brasil