O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o secretário-executivo, João Gabbardo dos Reis, e o diretor do Departamento de Logística, Roberto Dias, durante a coletiva de imprensa e boletim diário, sobre à infecção pelo novo coronavírus no país

O governo abriu nesta quinta-feira (09), por meio de uma Medida Provisória (MP), abriu um crédito adicional de R$ 2,6 bilhões para o Ministério da Saúde, de Luiz Henrique Mandetta.

De acordo com o texto, os recursos deverão atender às necessidades para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus (Covid-19).

A MP nº 947 se soma à MP nº 924, publicada em 13 de março, que abriu crédito de mais de R$ 5 bilhões.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram