quinta-feira, 22 de abril de 2021

Peaky Blinders realmente é uma série Conservadora?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

Para aqueles que querem a resposta mais rápida e fácil: Sim, Peaky Blinders pode ser considerada uma série conservadora, pois além de defender valores como família, também anda por bandas políticas sem dar tropeços para a esquerda.

Agora, é óbvio que resposta simples é um breve resumo daquilo no qual se resume toda a ideia de Peaky Blinders, que foca primeiramente em ter uma trama muito bem construída, cheia de reviravoltas e personagens extremamente marcantes para todo e qualquer espectador, seja por seus trejeitos ou por suas falas que se fixam em nossas mentes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

Peaky Blinders se passa em 1920 até cerca de 1930, criando a possibilidade de dizer que ela apenas é chamada de ‘conservadora‘ por ser velha e retratar tempos antigos, mas isso não poderia estar mais errado. Já estamos cansados de ver obras tratando sobre essas épocas utilizando de um viés esquerdista que deturpa por completa a realidade.

Reprodução/Divulgação

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

O show mostra sim todas as questões comunistas que existiam na época, assim como fala sobre a ascensão do fascismo, tendo chance de chegar até no Nazismo, mas ela faz isso de uma maneira extremamente responsável, mostrando como cada um desses pontos extremos são perigosos. Ela, em momento algum, coloca o comunismo apenas como uma vertente da esquerda e sim como um grande inimigo da democracia do mundo, algo que ele de fato é.

As questões conservadoras em Peaky Blinders vão além dos conceitos trabalhados, elas estão presentes nos atos e pensamentos dos personagens, que tendem a entender as questões hierárquicas da sociedade em que vivem e entendem, também, que outros modos de governo dificilmente funcionariam.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 4

Um ponto muito interessante, que não é muito citado, é a questão da família tradicional. A série possui sim personagens gays, mas que são retratados como realmente era na época (não entrarei no assunto para evitar spoilers), sem nenhuma panfletagem sobre o assunto para criar uma falsa realidade que será disseminada como sendo a verdade absoluta. Fazendo com que a esquerda tente mudar a história episódio por episódio.

Porém, voltando para o ponto da família, que a maior parte dos conservadores defendem como sendo um dos núcleos mais importantes da formação de uma sociedade, é um aspecto que quase todos os integrantes da gangue dos Peaky Blinders tentam alcançar. Em algum momento da saga todos eles aparentam ter interesse em montar uma família e ter sua estabilidade nela. Por fim, eles abordam o conceito de ‘família protege família‘, já que todos os Blinders tomam conta um dos outros.

O último ponto, interessante de ser levantado, é o das questões feministas, que são abordados no show. Nas temporadas mais recentes o líder dos Peaky Blinders discute muito o tema com uma das líderes do partido Comunista da cidade deles, mas, novamente, isso é feito de uma maneira conservadora, focando nos pontos interessantes (como igualdade de direitos) e ignorando os excessos que sempre se mostram presentes nas discussões sobre o tema.

Peaky Blinders pode sem ser considerada uma série conservadora, por todos os motivos listados acima. Existem muitas críticas que colocam a série como ‘machista, racista, homofóbica…’ sem nem mesmo entender o período em que ela se passa. O mais importante, é não deixar que a esquerda crie uma nova história a seu favor, apagando as amarguras de nosso passado que foram tão importantes para moldar o nosso presente.

“Mudar o passado não trará dias melhores para nosso futuro” – L.M.M.

Esclarecimento: a série de artigos sobre séries e filmes relacionados com política é apenas para levantar um ponto de discussão e não necessariamente representa a verdadeira intenção dos criadores das obras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Lucas Mertens
Lucas Mertenshttps://gazetabrasil.com.br/
"Muitas ideias às vezes morrem sem nem ver a luz do dia" - Não sei nem quem disse isso, mas é uma frase muito boa. Criado em meio a muita cultura pop, sigo tentando mostrar para o mundo que não se pode ter vergonha de mostrar a sua opinião. Quem tem projetos e ideias, deve fazer acontecer e correr atrás, pois só assim que iremos realmente avançar. Não pare nunca!
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimos artigos