Ouça essa matéria na integra

Bolsonaro assinou nesta terça-feira (3) decreto para proteção de pessoas que denunciam casos de corrupção e irregularidades no governo. Atualmente, dados do denunciante podem ser compartilhados entre órgãos do governo, segundo ministro. Intenção da nova norma é estimular participação da população em denúncias.

Segundo o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, a ideia é impedir que seja compartilhada a identidade do denunciante para evitar retaliações. “A gente vai conseguir evitar que outra pessoa saiba quem denunciou. O órgão (de ouvidoria) que recebeu a informação vai manter o controle sobre essa informação”, afirmou o ministro.