O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, comunicou à presidência da Corte que vai se aposentar no dia 13 de outubro. O decano se aposentaria de modo compulsório em 1º de novembro, quando completa 75 anos. Com a decisão informada ao presidente do STF, ministro Luiz Fux, o mais antigo membro da Suprema Corte deve adiantar sua saída em pouco mais de duas semanas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em agosto, Celso de Mello completou 31 anos ocupando uma das cadeiras do Supremo. Ele foi indicado pelo ex-presidente José Sarney em 1989.

Antes de sair, Celso espera participar do julgamento que definirá se o presidente Jair Bolsonaro prestará depoimento presencial, ou por escrito, no inquérito sobre uma suposta tentativa de interferência na Polícia Federal. O ministro é relator do inquérito.