Doss 68 demitidos pela deputada federal Joice Hasselmann  dos veículos de comunicação da Câmara dos Deputados estavam todos os intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras), responsáveis por dar acessibilidade aos deficientes auditivos das sessões e programas audiovisuais da Casa, relata o Metrópoles.

De acordo com profissionais dos veículos que chegaram a tentar negociar com Joice, os colaboradores chegaram a discutir a possibilidade de usar o closed caption, ferramenta que legenda as transmissões, para substituir essa mão de obra.

As demissões foram reveladas nesta sexta-feira (24). Joice demitiu 68 funcionários da Secretaria de Comunicação da Câmara dos Deputados, órgão comandado por ela desde o dia 10 de junho. O corte representou 23% da equipe composta por 289 pessoas do quadro técnico e de jornalismo de veículos comandados pela secretaria (TV e Rádio Câmara, Voz do Brasil, redes sociais, Secretaria de Participação, Interação e Mídias Digitais, portal, eventos, visitas guiadas, plenário e comissões).

Após a repercussão da notícia sobre a demissão de todos os intérpretes de libras dos veículos de comunicação da Câmara dos deputados, Hasselmann  voltou atrás da decisão e disse que “um funcionário” errou ao incluir intérpretes em demissões na TV Câmara.

 

*Matéria atualizada em 27/07/2020