No último mês de agosto, a média diária de vendas no Brasil atingiu o valor de R$ 26,8 bilhões – o maior patamar entre os meses do ano de 2020. O resultado é 4,4% maior do que o de julho de 2020 e 13,4% superior ao de agosto de 2019.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O gráfico de vendas semanais mostra a recuperação progressiva das vendas, com as semanas de agosto alcançando vendas superiores a R$ 175 bilhões e registrando o pico de R$ 210 bilhões na última semana do mês.

Comércio e indústria

Dados do comércio demonstram que o setor contabilizou os melhores resultados em agosto. A média diária de vendas com a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) foi de R$ 10 bilhões, o que representa um aumento de +1,7% em relação ao mês anterior. Parte desse movimento deve-se ao comércio atacadista, que registrou R$ 7 bilhões na média diária de vendas – um aumento de 1,5% em relação ao mês de julho.

A indústria também obteve em agosto o melhor desempenho deste ano. No mês, a média diária de vendas registrou R$ 14,2 bilhões, ou seja, um aumento de 9,8% em relação a 2019 e de 5,4% em relação a julho de 2020.

O movimento agregado das Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e) capta, principalmente, as vendas entre empresas de médio e grande porte, bem como as vendas não presenciais de empresas para pessoas físicas. Mais informações a respeito da NF-e podem ser obtidas no Portal NF-e-.

Comércio eletrônico

O comércio eletrônico também alcançou no mês de agosto o melhor resultado do ano, com desempenho de vendas 48,6% superior ao mesmo período de 2019.

*Com informações de Receita Federal