CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na manhã desta quinta-feira (08), que não participará do segundo debate contra o democrata para a presidência do país, Joe Biden, pois desta vez, os candidatos se enfrentariam de forma virtual.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo os organizadores do debate, Trump e Biden responderiam perguntas diretas de eleitores, de localidades remotas e separadas, com mediação do jornalista Steve Scully, editor da C-Span, que estaria no Centro de Artes Performáticas do Condado de Miami-Dade, na Flórida.

Ainda de acordo com a organização, tudo para garantir a segurança dos postulantes, visto que dois dias após o primeiro embate, Trump foi diagnosticado com Covid-19.

Para Trump, a ideia é apenas uma “triste desculpa para socorrer Joe Biden”, já que a segurança dos participantes poderia ser garantida sem que o formato fosse mudado.

O diretor da campanha do atual presidente dos EUA, Bill Stepien, classificou a medida como “unilateral e patética” e informou que o presidente fará um comício no dia do evento.

“O presidente Trump venceu o primeiro debate apesar do terrível e parcial moderador Chris Wallace, e todo mundo sabe disso”, acrescentou.

Já para Biden, o novo tipo de “debate de um homem só” foi bem aceito. A porta-voz dele, Kate Bedingfield afirmou que o ex-vice-presidente de Obma pretende participar do encontro, para “falar diretamente ao povo americano e comparar o plano dele para unir o país e se reconstruir, melhor do que a falha de liderança de Donald Trump em relação ao coronavírus”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE