Durante live realizada pela revista IstoÉ e pelo Instituto Brasiliense de Direito Público, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, disse que o Exército ”está se associando a um “genocídio”, ao se referir a atual ocupação interina feita por um militar, que segundo ele, não condiz com os requisitos técnicos do cargo.

“Não podemos mais tolerar essa situação que se passa no Ministério da Saúde. Não é aceitável que se tenha esse vazio. Pode até se dizer: a estratégia é tirar o protagonismo do governo federal, é atribuir a responsabilidade a estados e municípios. Se for essa a intenção é preciso se fazer alguma coisa. Isso é péssimo para a imagem das Forças Armadas. É preciso dizer isso de maneira muito clara: o Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável. É preciso pôr fim a isso”, disse Gilmar Mendes em ataque ao Exército Brasileiro.