Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Foto: Divulgação

Ciência e Tecnologia

Projeto OpenUniverse Cria 4 Milhões de Imagens Sintéticas do Universo para Telescópios da NASA e NSF

Michael Troxel, liderou a campanha de simulação como parte de um projeto mais amplo chamado OpenUniverse. Professor associado de física da Universidade Duke em Durham, Carolina do Norte. Pesquisadores estão explorando um universo sintético para nos ajudar a compreender melhor o universo real. Utilizando supercomputadores do Laboratório Nacional de Argonne do Departamento de Energia dos EUA em Illinois, cientistas criaram quase 4 milhões de imagens simuladas do cosmos, como serão vistas pelo Telescópio Espacial Nancy Grace Roman da NASA e pelo Observatório Vera C. Rubin, financiado conjuntamente pela NSF (Fundação Nacional de Ciência) e pelo DOE, no Chile. A equipe está agora lançando um subconjunto de 10 terabytes desses dados, com os restantes 390 terabytes previstos para serem liberados no outono, após serem processados.

“Usando-a agora aposentada máquina Theta de Argonne, conseguimos em cerca de nove dias o que levaria aproximadamente 300 anos em seu laptop”, disse Katrin Heitmann, cosmologista e diretora adjunta da divisão de Física de Alta Energia de Argonne, que gerenciou o tempo de supercomputador do projeto. “Os resultados moldarão as futuras tentativas dos telescópios Roman e Rubin de iluminar a matéria escura e a energia escura, oferecendo aos cientistas um vislumbre dos tipos de coisas que poderão explorar usando dados dos telescópios.” Os telescópios Roman e Rubin explorarão a energia escura — a misteriosa força que se acredita estar acelerando a expansão do universo. Como desempenha um papel fundamental na governança do cosmos, os cientistas estão ansiosos para aprender mais sobre ela.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Simulações como OpenUniverse ajudam a entender as assinaturas que cada instrumento imprime nas imagens e a aperfeiçoar os métodos de processamento de dados agora, para que possam decifrar os dados futuros corretamente.  “O OpenUniverse nos permite calibrar nossas expectativas sobre o que podemos descobrir com esses telescópios”, disse Jim Chiang, cientista do DOE’s SLAC National Accelerator Laboratory em Menlo Park, Califórnia, que ajudou a criar as simulações. “Ele nos dá a chance de exercitar nossos pipelines de processamento, entender melhor nossos códigos de análise e interpretar os resultados com precisão para que possamos nos preparar para usar os dados reais assim que começarem a chegar.” Em seguida, continuarão usando simulações para explorar os efeitos da física e dos instrumentos que poderiam reproduzir o que os observatórios veem no universo.

“Poucas pessoas no mundo são qualificadas o suficiente para executar essas simulações”, disse Alina Kiessling, cientista de pesquisa no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA (JPL) no Sul da Califórnia e investigadora principal do OpenUniverse. “Este enorme esforço só foi possível graças à colaboração entre o DOE, Argonne, SLAC e NASA, que reuniu todos os recursos e especialistas certos.” “Usaremos as observações para tornar nossas simulações ainda mais precisas”. “Isso nos dará maior insight sobre a evolução do universo ao longo do tempo e nos ajudará a entender melhor a cosmologia que, em última análise, moldou o universo.” As simulações do Roman e do Rubin cobrem a mesma área do céu, totalizando cerca de 0,08 graus quadrados (aproximadamente equivalente a um terço da área do céu coberta por uma Lua cheia).

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A simulação completa, que será lançada ainda este ano, abrangerá 70 graus quadrados, cerca da área do céu coberta por 350 Luas cheias. Sobrepô-las permite aos cientistas aprender como usar os melhores aspectos de cada telescópio — a visão mais ampla do Rubin e a visão mais nítida e profunda do Roman. A combinação produzirá melhores restrições do que os pesquisadores poderiam obter de cada observatório sozinho. “Conectar as simulações como fizemos nos permite fazer comparações e ver como a pesquisa baseada no espaço do Roman ajudará a melhorar os dados da pesquisa baseada no solo do Rubin”. “Podemos explorar maneiras de distinguir múltiplos objetos que se misturam nas imagens do Rubin e aplicar essas correções em sua cobertura mais ampla.”

Os cientistas podem considerar modificar os planos de observação ou pipelines de processamento de dados de cada telescópio para beneficiar o uso combinado de ambos. “Fizemos avanços fenomenais na simplificação desses pipelines e em torná-los utilizáveis”. Uma parceria com o IRSA (Arquivo de Ciência Infravermelha) da Caltech/IPAC torna os dados simulados acessíveis agora, para que quando os pesquisadores acessem os dados reais no futuro, já estejam acostumados com as ferramentas. “Agora queremos que as pessoas comecem a trabalhar com as simulações para ver quais melhorias podemos fazer e se preparar para usar os dados futuros da maneira mais eficaz possível.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Destaques|Saúde

Estudo em moscas-da-fruta e camundongos identifica possível mecanismo por trás da fadiga muscular em COVID longo e outras doenças. Inflamação no cérebro após infecções...

Mundo

Donald Trump escapou por pouco de uma tentativa de assassinato enquanto discursava em um comício na Pensilvânia hoje, quando vários tiros foram disparados contra...

Biden Biden

Mundo

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, manifestou solidariedade neste sábado ao seu rival nas eleições após o atentado sofrido por Donald Trump durante...

Destaques

Neste sábado, o ex-presidente Donald Trump foi retirado de um evento de campanha na Pensilvânia após um tiroteio que causou pânico entre os presentes....

elon musk elon musk

Mundo

O CEO da Tesla e bilionário Elon Musk declarou neste sábado que apoia Donald Trump para presidente após o republicano ser atingido por um...

Brasil

Um acidente envolvendo um ônibus escolar com 26 estudantes ocorreu na cidade de Aurora, localizada no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, conforme registrado...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Pacheco

Brasil

Durante sua participação na 19ª edição do Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, promovido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o presidente do Senado,...

Brasil

Neste sábado (13), após o presidente Donald Trump ser retirado de um comício na Pensilvânia, com ferimentos no rosto e nas mãos, líderes políticos...

Nordeste clarão Nordeste clarão

Brasil

Na madrugada deste sábado (13), por volta das 0h10, o céu nordestino foi iluminado pela queda de um meteoro, que proporcionou um espetáculo de...

Brasil

O ex-técnico da Seleção Brasileira, Dunga, e sua esposa, Evanir Miller da Silva Verri, ficaram feridos neste sábado (13) após o carro em que...

Brasil

Modelo Yasmin Dominguez, representada pela agência 40º Models, faleceu aos 19 anos nesta sexta-feira no Rio de Janeiro. O corpo de Yasmin foi encontrado...

Brasil

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) está investigando uma série de golpes atribuídos a um indivíduo que se passava por empresário e vendia...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit